11 dicas caseiras para aliviar a dor de dente até a consulta

Tempo de leitura: 9 minutos

Dores são sempre desconfortáveis e quando o problema é na região da boca, isso se torna ainda mais complicado. Por isso, muitas pessoas buscam dicas para aliviar dor de dente, sendo que a principal é se consultar com um dentista o mais rápido possível.

Afinal, mesmo em casos mais leves, a dor indica que algo está afetando a polpa dentária e que ela precisa ser tratada.

Contudo, se por algum motivo você não pode visitar o seu dentista agora mesmo, existem algumas dicas que ajudam a trazer um pouco de alívio. Continue a leitura e saiba mais!

Quais as principais causas de dor de dente?

A dor de dente tem muitas causas e, geralmente, está associada à inflamação da polpa dentária (conhecida popularmente como “canal”). É nessa região que se encontram os vasos sanguíneos, os nervos e o tecido conjuntivo. Justamente por isso, ela é também uma área mais sensível e qualquer problema poderá provocar uma dor mais intensa.

As causas mais comuns são:

  • doenças periodontais: causam uma inflamação na gengiva, provocando sangramento e coloração mais avermelhada. Se não for tratada, a condição leva à reabsorção óssea e à contaminação da polpa dentária, causando muita dor;
  • cárie: as bactérias causam a desmineralização do dente e passam a se infiltrar no interior dele, atingindo a polpa e levando a um quadro inflamatório com dor intensa;
  • traumas: muitas vezes, o paciente sofre alguma batida ou pancada no dente e, depois de meses, acontece a mortificação da polpa. Por isso, quem pratica atividade física de contato, como lutas, deve usar proteção bucal;
  • retração gengival: quando a gengiva se retrai, a raiz do dente fica exposta, aumentando a sensibilidade e causando dor quando o paciente consome alimentos quentes ou gelados (e, em casos mais sérios, até com a entrada de ar na boca).

Dor de dente pode indicar outras doenças

Além dessas causas que relatamos, em alguns casos, a dor de dente não está necessariamente relacionada às estruturas bucais, sendo causada por outras questões como sinusites e até problemas cardíacos ou intestinais.

Quais os tipos mais comuns de dor de dente?

Como existem muitas causas, nem sempre o paciente sentirá a dor da mesma forma. Veja os tipos mais comuns e o que esses desconfortos indicam:

  • dor aguda ao morder: não é muito usual e, normalmente, está relacionada à alguma questão estrutural do dente, como leves corrosões ou até rachaduras;
  • sensibilidade à alimentos quentes ou frios: como dissemos, costuma estar relacionada à retração gengival (causada por escovação com força excessiva, avanço da idade ou outros problemas bucais), mas também pode ser causada depois de tratamentos odontológicos, como o clareamento;
  • dor duradoura depois de ingerir alimentos: a sensibilidade é uma dor passageira. Se o desconforto permanece por mais tempo é um sinal de que a polpa está danificada por uma corrosão ou trauma físico;
  • dor constante e gengiva inchada: indica um processo infeccioso ou um abcesso, oriundos de uma gengivite ou periodontite;
  • pressão e dores de cabeça: normalmente, esse tipo de dor acontece mais na arcada superior, mas o paciente pode relatar desconforto na musculatura da face e do pescoço. A causa é o ranger involuntário dos dentes, o bruxismo.

Dor que piora à noite?

Se você nota que a dor é mais intensa à noite, a questão pode estar relacionada ao aumento do fluxo sanguíneo na cabeça quando estamos na posição deitado. Assim, caso seja preciso esperar até o dia seguinte para a consulta, deixe a cabeça mais elevada na hora de dormir.

Como aliviar dor de dente em casa?

Se você está sofrendo com algum dos sintomas que mostramos acima, o ideal é sempre procurar um dentista. Caso isso não seja possível no momento, existem algumas maneiras de aliviar a dor de dente. Veja quais são:

1. Analgésico

Quase sempre temos em casa, em nossa caixa de medicamentos, um analgésico. Tomar um comprimido pode ser uma alternativa para amenizar a dor de dente. Porém, cuidado com exageros: estabeleça um intervalo mínimo de seis horas para tomar o próximo.

Ao marcar a consulta com o dentista, já peça orientações sobre o melhor analgésico para o seu caso.

2. Bolsa de gelo

Para aliviar a inflamação e reduzir o inchaço, a boa e velha bolsa de gelo pode ajudar, já que ela diminui a irrigação sanguínea na área afetada.

Proteja a bochecha com uma toalha para não queimar a pele e coloque a bolsa por alguns momentos.

Você também pode utilizar um saco plástico comum com pedras de gelo, mas nunca se esqueça de proteger a pele.

Outra dica é evitar alimentos muito quentes: da mesma forma que o gelo ajuda a aliviar o desconforto, consumir alimentos e bebidas quentes pode intensificar a dor. Portanto, escolha refeições mais frias e pastosas, que não exigem força para a mastigação.

3. Alho

Muita gente não sabe, mas o alho apresenta um grande poder antibiótico, que reduz a ação das bactérias.

Você pode mastigar o alho ou, se não conseguir, amassá-lo e colocá-lo em cima do dente afetado pela dor. Outra opção é utilizar o alho em pó, vendido em supermercados e lojas de tempero.

4. Bicarbonato de sódio

Faça bochechos de água com bicarbonato de sódio para diminuir a intensidade da dor.

Se preferir, mergulhe um cotonete na água e coloque um pouco de bicarbonato, aplicando-o diretamente no dente afetado.

5. Fio dental

Passe o fio dental suavemente entre todos os dentes. A dor sentida pode ser causada por algum resto de alimento que ficou preso.

6. Folhas de goiaba

As folhas de goiaba têm ação analgésica e antimicrobiana, por isso, podem ajudar a reduzir o desconforto.

Você pode mastigar as folhas ou fazer um chá com elas e um pouco de sal e realizar bochechos com a solução depois que esfriar.

7. Óleo de cravo

É possível encontrar o óleo de cravo em qualquer farmácia ou loja de produtos naturais. Ele ajuda a aliviar a dor de dente e até aftas, porque tem ação analgésica e antisséptica.

Para utilizá-lo, coloque uma pequena quantidade em uma bola de algodão e aplique sobre o dente dolorido. É possível também chupar ou mastigar o cravo da índia para obter o mesmo efeito.

8. Álcool

As bebidas alcoólicas têm poder antisséptico e, por isso, podem aliviar a dor de dente.

Em um copo pequeno, coloque um pouco de bebida (uísque, vodka), faça gargarejo e cuspa na sequência.

9. Chá de macela e própolis

Para reduzir a dor, você pode preparar um chá de macela e pingar algumas gotas de própolis. A solução tem ação anti-inflamatória e analgésica.

Coloque o chá em um algodão ou cotonete e passe no dente afetado. Se preferir, espere a bebida esfriar e faça bochechos.

10. Suco de limão

O suco de limão pode reduzir a dor de dente, porque tem ação antisséptica e anti-inflamatória.

Você pode aplicar o suco diretamente no dente ou diluir em água com sal e fazer bochechos com a solução.

11. Chá-preto

O chá-preto contém ácido tânico, substância com poder analgésico e anti-inflamatório.

Você pode preparar o chá, aplicar em um algodão e passar no dente afetado ou tomar a bebida depois que ela esfriar.

Quais os tratamentos para aliviar dor de dente?

Como são muitos os motivos que podem levar às dores nos dentes, o tratamento dependerá do problema que está causando a situação.

Obturação

No caso da cárie, o tratamento mais usado é a obturação. Ele consiste na remoção do tecido infectado. Para isso, o dentista usa uma broca para a raspagem ou um gel capaz de amolecer a cárie e eliminar o tecido lesionado, sem nenhuma dor.

Depois, o dente é limpo e preenchido com uma resina, fechando o “buraquinho” pelo qual o dentista realizou o procedimento. O local, então, é lixado para que a altura seja ajustada.

Tratamento de canal

canal é indicado quando a polpa está bastante infeccionada ou morta. Isso acontece, por exemplo, em casos de:

  • cárie profunda;
  • dente quebrado;
  • danos ao dente, como traumas fortes (antigos ou recentes).

O tratamento é mais longo que a obturação e realizado em várias etapas, sendo que o principal objetivo é retirar a polpa infeccionada, em um processo chamado pulpectomia.

Ao final, o dentista coloca uma coroa sobre o dente, restaurando o seu formato e lhe dando uma aparência natural. Nos casos de dentes muito fraturados, pode ser necessário o uso de um pino antes da colocação da coroa.

Tratamentos para a periodontite

No caso da dor de dente devido à doença periodontal, existem mais opções de tratamento, que podem ser cirúrgicos ou não. Alguns dos mais usados são:

  • enxerto de gengiva: em alguns casos, a periodontite leva à retração gengival, expondo a raiz e causando sensibilidade. Nessas situações, o dentista poderá fazer um enxerto de gengiva retirada de outra parte da boca ou com material sintético;
  • enxerto ósseo: recomendado quando a doença afeta a raiz do dente. O osso pode ser do próprio paciente, sintético ou doado, e a cirurgia visa evitar a perda dentária;
  • raspagem: opção sem cirurgia, que raspa a raiz do dente para evitar que novas bactérias se acumulem;
  • limpeza: primeiro processo para tratar a periodontite, retirando o excesso de tártaro que está causando o problema;
  • redução da bolsa periodontal: tratamento cirúrgico no qual o dentista levanta a bolsa periodontal e expõe a raiz do dente, fazendo uma limpeza mais precisa da área afetada. Após a limpeza, é feita uma sutura na gengiva;
  • antibióticos: têm o objetivo de reduzir ou eliminar o crescimento bacteriano.

Como você viu, existem muitas causas para a dor na região bucal. Sempre que algo diferente acontecer, a recomendação é procurar rapidamente pelo atendimento odontológico. Se isso não for possível, existem algumas medidas caseiras para aliviar dor de dente que você poderá usar.

O importante é nunca se automedicar e nem deixar de se consultar com seu dentista periodicamente. Gostou deste conteúdo? Compartilhe as nossas dicas com os seus amigos nas redes sociais!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

5 Comentários

  1. Bianca Rodrigues

    Doutor porque quando um dente dói os outros começam a doer também?Isso de fato acontece ou é só impressão?

    Responder
    1. Dr. Francisco

      Olá Bianca, para melhor lhe atender, vamos agendar uma avaliação para esclarecer todas as suas dúvidas? =D
      Brasília 061-3032-5666
      Goiânia 062-3996-6666
      Um abraço!

      Responder

  2. Quero falar aqui que sua matéria me foi de muita ajuda e informação valiosa por ser de muita qualidade e bom conhecimento. São poucos sites que tem esse apreço pelo leitor. OBG

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *