Conheça os riscos de fazer clareamento dental caseiro

Tempo de leitura: 6 minutos

Exibir dentes saudáveis e brilhantes é o sonho de boa parte dos pacientes que chegam ao consultório odontológico. De fato, o sorriso bonito faz toda a diferença para a nossa autoestima e o nosso desempenho no convívio familiar, social e profissional.

Hoje em dia, para realizar esse desejo, muitas pessoas têm se arriscado em tratamentos sem qualquer acompanhamento profissional, como é o caso do clareamento dental caseiro.

Por essa razão, este artigo tem como objetivo alertar para os perigos desse comportamento, reforçando o quanto o atendimento profissional é fundamental para o sucesso dos procedimentos de estética dental, em especial do clareamento. Confira!

A busca por dentes bonitos e a febre dos procedimentos caseiros

A beleza do sorriso é um grande componente da nossa autoestima e da nossa qualidade de vida. Quando nos sentimos bem com a nossa imagem no espelho, tudo fica mais fácil.

A segurança ao conversar e interagir com os nossos amigos, familiares ou colegas de trabalho é totalmente afetada pela existência, ou não, de dentes alinhados, brancos e brilhantes.

Na atualidade, a estética dental oferece tratamentos cada vez mais efetivos para corrigir o posicionamento das arcadas dentárias e proporcionar mais clareza aos dentes.

No entanto, muitas pessoas preferem se arriscar em procedimentos realizados sem qualquer orientação profissional, fora do consultório odontológico. É o que acontece, por exemplo, com o clareamento dental caseiro.

Trata-se de uma febre que tomou conta das rodas de conversa. A impressão que se tem é que todo mundo tem uma dica para eliminar manchas e deixar os dentes mais brancos, como se esse papel não coubesse apenas aos dentistas.

Seguindo as orientações de conhecidos ou de páginas na internet sem embasamento teórico ou técnico, as pessoas colocam em prática receitas arriscadas, que utilizam materiais prejudiciais para a saúde bucal e para o organismo como um todo.

Os produtos usados no clareamento dental caseiro e seus riscos

Os produtos utilizados para fazer o clareamento dental caseiro são dos tipos mais variados possíveis, incluindo substâncias naturais e compostos químicos processados em laboratório.

Uma rápida busca pelas redes sociais permite encontrar dicas para clareamento dos dentes com a utilização de limão, bicarbonato de sódio, água oxigenada e até mesmo carvão.

À primeira vista, a aplicação desses materiais pode conferir um aspecto mais branco à arcada dentária. Porém, esse efeito aparentemente benéfico esconde sérios perigos para a saúde bucal e para o funcionamento do organismo.

Infelizmente, por mais que os profissionais de odontologia promovam o esclarecimento da população, o clareamento dental caseiro é cada vez mais praticado, indo contra as determinações das autoridades de saúde do país.

Nesse sentido, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fixou diversas regras para a venda de produtos profissionais para clareamento dental. São esses produtos que os dentistas utilizam em seus consultórios, de forma segura e efetiva.

A preocupação da Anvisa e da comunidade odontológica se justifica, pois, além de não terem eficácia, as soluções amadoras causam danos severos à estrutura dos dentes.

É sobre esse assunto que falaremos a seguir. Acompanhe com atenção e saiba quais os danos do clareamento dental caseiro para a saúde bucal.

Os danos causados à saúde bucal

Vamos começar falando sobre os efeitos do limão nos dentes. Embora ofereça vários benefícios para a saúde, quando usada em receitas caseiras para deixar os dentes mais brancos, essa fruta provoca a corrosão do esmalte dos dentes, devido ao seu pH muito ácido.

A partir de então, a probabilidade da formação de manchas aumenta, assim como as queixas de sensibilidade excessiva e a propensão ao aparecimento de cáries.

No caso do bicarbonato de sódio, os danos ao esmalte dentário são praticamente os mesmos, embora sejam causados por um mecanismo de ação diferente.

O bicarbonato de sódio é uma substância abrasiva, normalmente usada na limpeza profissional dos dentes, realizada no consultório odontológico. Porém, quando empregado como receita para clareamento dental caseiro, ele degrada o esmalte e corrói os dentes.

Já a água oxigenada (ou peróxido de hidrogênio), quando usada indevidamente, pode acelerar a multiplicação de bactérias na cavidade oral.

Isso aumenta a propensão à infecção, que pode se manifestar como cáries ou afetar as gengivas, a língua e os tecidos das bochechas e do céu da boca.

Por fim, o carvão enfraquece os dentes e ataca o esmalte, fazendo do seu uso um risco sobretudo para os pacientes que já possuem algum problema de saúde bucal que comprometa a estrutura das arcadas dentárias.

Um desdobramento grave dessas condições é a retração gengival. A gengiva é um tecido que reage às agressões, se encurtando e deixando a raiz dos dentes mais exposta.

Com isso, aumenta-se o risco da periodontite e da sua consequência mais grave: a perda dos dentes devido ao enfraquecimento do tecido ósseo, danificado pela infecção gengival. Nesses casos, é necessário realizar um implante dentário.

Diante de um quadro tão prejudicial, fica claro que o clareamento dental caseiro deve ser evitado a todo custo.

Para conquistar um sorriso belo e harmonioso, a atitude correta é buscar orientação profissional.

A importância do atendimento profissional na estética dental

A estética dental é uma área em constante evolução. Frequentemente, surgem técnicas para permitir que os pacientes conquistem dentes bonitos e saudáveis de forma eficaz e por um preço acessível.

É verdade que os dentistas fazem uso de gel e moldeiras para promover o clareamento dental. Mas isso é feito sob supervisão profissional e com o uso de produtos totalmente aprovados pela Anvisa.

Além desse cuidado, os dentistas avaliam a saúde bucal de cada paciente e promovem a solução de outros problemas que possam interferir na beleza do sorriso, como o tártaro ou a mordida cruzada.

Até mesmo os hábitos alimentares do paciente são avaliados, já que o consumo de café, chá e outras bebidas escuras interfere na cor dos dentes e no resultado do tratamento.

A indicação para o clareamento também considera a idade dos pacientes, pois se trata de um procedimento que não é recomendado para crianças.

Portanto, somente com o devido acompanhamento profissional é possível aproveitar todos os benefícios que o clareamento dental oferece para a autoestima e a qualidade de vida das pessoas.

Quer saber mais sobre o perigo do clareamento dental caseiro ou de outros procedimentos de estética dental realizados sem o devido acompanhamento profissional? Assine a nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos especializados em saúde bucal!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *