Você sabe por que acordamos com mau hálito? Descubra aqui!

Tempo de leitura: 7 minutos

Acordar pela manhã e perceber que está com mau hálito é uma situação que todo mundo já enfrentou. E ela é encarada como natural, já que praticamente convivemos com isso diariamente. Porém, a explicação de por que acordamos com mau hálito ainda é uma dúvida para a grande maioria.

O mau hálito matinal pode acontecer com pessoas de todas as idades, e não tem relação com o problema da halitose. Mesmo assim, essa situação incomoda e gera preocupação, e foi por isso que preparamos este artigo.

Continue lendo para esclarecer suas dúvidas sobre o mau hálito matinal e entenda por que ele acontece. Também confira algumas dicas para evitá-lo e saiba quando deve se preocupar e procurar a ajuda de um especialista. Acompanhe!

Afinal, por que acordamos com mau hálito?

Encontrar alguém que nunca em sua vida tenha acordado com mau hálito é uma missão praticamente impossível. Isso porque essa condição é natural do organismo humano, e tem explicações que envolvem nossa fisiologia.

O cheiro desagradável na boca quando acordamos pode ter duas origens, sendo elas a bucal e a extrabucal. Veja a seguir o que acontece em cada um dos caos e entenda por que acordamos com mau hálito.

Mau hálito de origem bucal

As causas do mau hálito matinal podem estar nas mudanças que acontecem em nossa boca durante a noite ou ser o resultado de uma higienização ineficiente. Ele pode acontecer por que:

Há a redução do fluxo salivar

Enquanto dormimos, a produção de saliva reduz muito, causando a xerostomia (boca seca). A saliva tem um papel fundamental para neutralizar os ácidos presentes na nossa boca, higienizar naturalmente os dentes, manter o pH regulado e evitar a proliferação de bactérias.

Quando o fluxo salivar reduz, suas funções não são desempenhadas de forma satisfatória. Como resultado, as bactérias atuam e provocam o mau odor pela manhã. Mantendo uma boa higienização isso não comprometerá a saúde bucal.

Há uma ligeira descamação da mucosa bucal

Outra causa do mau hálito matinal que tem origem na boca é a descamação natural dos tecidos da mucosa. O excesso de células epiteliais (da pele) é liberado, e elas podem se depositar sobre a língua, formando a saburra. Sua decomposição faz com que o mau hálito aconteça pela manhã.

A higienização foi insuficiente

Outra causa bucal do mau hálito matinal é a presença de resíduos de alimentos na boca. Quando dormimos sem escovar os dentes ou a higienização não é satisfatória, acontece a formação da placa bacteriana e da saburra lingual.

O acúmulo de restos de alimentos fará com que as bactérias atuem sobre eles, consumindo-os e liberando gases e ácidos. A decomposição desses resíduos também gera odores ruins, e isso fará com que não somente aconteça o mau hálito matinal, mas também que haja o risco de ter cáries, tártaro e problemas gengivais.

Mau hálito de origem extrabucal

Outra explicação de por que acordamos com mau hálito está em fatores extrabucais, ou seja, que não têm ligação direta com a boca. São eles:

O período prolongado em jejum

Durante a noite permanecemos muitas horas sem nos alimentarmos, e essa condição faz com que nosso organismo entre em um estado de ligeira hipoglicemia. Mas é preciso que ele produza energia para continuar desempenhando suas funções.

Para isso, recorre às reservas naturais, a gordura, que é sintetizada pelo metabolismo e convertida em glicose. Porém, nesse processo também acontece a liberação de corpos cetônicos, que têm um odor forte, e entram na corrente sanguínea, mas são liberados pelos pulmões. Assim, nossa respiração fica com um cheiro ruim por conter esses gases malcheirosos, e acontece o mau hálito matinal.

Dormir com a boca aberta ou roncar

As pessoas que têm dificuldade para respirar à noite e dormem com a boca aberta têm ainda maiores chances de acordar com mau hálito — ou o seu odor pode ser mais forte. O mesmo acontece com aquelas que roncam.

Isso porque o contato do ar com as mucosas bucais causa o seu ressecamento. Assim, a produção de saliva não é suficiente para manter a boca hidratada e, então, há maior descamação da pele e formação da saburra. Ou seja, esse fator extrabucal acaba desencadeando causas bucais do mau hálito matinal.

É preciso se preocupar com o mau hálito matinal?

Não podemos negar que acordar com mau hálito é uma situação muitas vezes desagradável, porque além do odor também pode ocorrer um gosto amargo na boca. Mas apesar de tudo isso, não há porque se preocupar.

Como dito, essa é uma condição natural do organismo humano, e ela não está relacionada com a halitose — nesse caso, a pessoa apresenta um hálito malcheiroso independentemente do horário do dia, se a boca está limpa ou não.

Quando o odor matinal acaba após o café da manhã e a higienização da boca, então tudo está normal, e não precisa de atenção especial. Somente é necessário buscar ajuda do dentista caso o mau hálito não cesse depois de alimentar-se e escovar os dentes.

Sua saúde bucal não será prejudicada pelo mau hálito matinal. Mas se ele incomoda, que tal conferir algumas dicas para prevenir ou, pelo menos, minimizar o mau odor? Confira a seguir.

É possível prevenir esse tipo de mau hálito?

Antes de tudo, é preciso que você esteja ciente de que eliminar totalmente o mau hálito matinal é praticamente impossível. Afinal, como você viu, ele é resultado de processos fisiológicos e não podemos impedir nosso corpo de realizá-los.

De toda forma, podemos minimizar o odor e acordar com um hálito mais agradável se tomarmos alguns cuidados e adotarmos certos hábitos. Confira as dicas para isso:

1. Faça uma boa higienização da boca

Eliminar todos os resíduos de alimentos da boca é essencial para evitar as bactérias. Então, escove bem os dentes toda noite, use o fio dental e não se esqueça de higienizar também a língua.

2. Evite enxaguantes bucais com álcool

O álcool presente na formulação de alguns antissépticos bucais provoca o ressecamento da pele e causa a descamação das mucosas. Essa situação ajuda a intensificar o mau hálito, por isso, se for utilizar esse produto prefira as fórmulas sem álcool.

3. Beba água durante a noite

Mantenha ao lado da cama uma garrafa ou jarra com água para que você possa hidratar a boca de madrugada. Ao acordar durante a noite, beba um pouco do líquido para ajudar na salivação e equilibrar o pH bucal.

4. Trate os distúrbios do sono

Para quem sofre com ronco, apneia e obstrução nasal noturna, o ideal é buscar ajuda médica para tratar esses problemas. Assim, a respiração será regularizada e a secura na boca diminuirá, melhorando também o hálito matinal.

Agora ficou claro por que acordamos com mau hálito, não é? Mas fique atento caso o odor não cesse e mantenha uma boa higienização bucal e a hidratação orgânica. Assim, seu hálito se manterá fresco durante todo o dia e você evitará doenças e problemas bucais, mantendo seus dentes sempre saudáveis.

Mas mesmo a halitose que se mantém constante pode ser combatida, você sabia? Basta entender o que fazer para acabar com o mau hálito: neste texto você descobre 7 maneiras infalíveis para evitar o problema. Corre para ler!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *