Sua boca também é o que você come! Entenda a relação entre os hábitos alimentares e a saúde bucal

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabia que o que você come pode interferir também na sua saúde bucal? Hábitos alimentares pouco saudáveis ou que não fornecem um nível de nutrição adequado podem deixar o seu corpo mais fraco e menos resistente a infecções, além de contribuir para o surgimento de doenças próprias da boca, como as cáries.

Se é verdade que somos o que comemos, a nossa boca também pode revelar segredos sobre a nossa alimentação. Por isso, montamos este post para explicar como funciona a relação entre os hábitos alimentares e a saúde bucal. Além disso, daremos dicas importantes de alimentação. Confira!

Como os hábitos alimentares interferem na saúde bucal?

Muita gente nem imagina, mas é possível que algumas doenças bucais tenham início justamente devido a uma alimentação ruim. Veja alguns problemas que você pode enfrentar por não cuidar direito da sua dieta.

Cárie

A cárie é um ótimo exemplo de como os hábitos alimentares podem interferir na sua saúde bucal. Afinal, o excesso de carboidratos simples, açúcares e amido pode favorecer o aumento da placa bacteriana, levando ao surgimento da cárie.

Mas não é só isso. Se além desses excessos, você também tem o costume de beber muito refrigerante, por exemplo, é possível que seus dentes fiquem mais desmineralizados, fazendo com que essa placa bacteriana fique mais aderida a eles, causando vários problemas de saúde bucal.

Sensibilidade nos dentes

Esses itens mais ácidos ainda podem levar ao surgimento de outro problema: a sensibilidade nos dentes. E isso acontece justamente porque esses alimentos conseguem destruir a camada de esmalte, além de modificar o pH da cavidade bucal.

Quando as lesões no esmalte são muito profundas e o consumo desses alimentos é frequente, é possível que a dentina também seja afetada, causando a sensibilidade. Alguns exemplos de itens ácidos são: refrigerante, iogurte, suco de frutas cítricas (como a laranja e a acerola) etc.

Doenças causadas pela má nutrição

Outro ponto que merece destaque é em relação à nutrição como um todo e o quanto a falta de vitaminas e minerais pode deixar o nosso organismo enfraquecido. Uma dieta pobre em verduras, legumes e frutas não é capaz de oferecer ao nosso corpo tudo o que ele necessita em termos de nutrição, fazendo com que nosso sistema autoimune não funcione adequadamente.

O resultado pode ser desde problemas que demoram mais para cicatrizar ou melhorar (caso especial dos distúrbios periodontais), até o surgimento de doenças bucais nos tecidos moles, como o herpes simples, as aftas, as úlceras traumáticas e até a candidíase bucal.

Mau hálito

O mau hálito pode ter mais de 50 causas possíveis, com motivos que vão desde uma mastigação incorreta, até hábitos alimentares incorretos. As dietas ricas em proteínas, por exemplo, podem produzir um excesso de bactérias proteolíticas (responsáveis pela halitose).

Ao fazerem a digestão da proteína, essas bactérias acabam liberando enxofre, o que pode dar um odor característico à boca. Outro vilão é o consumo dos alimentos ácidos, que aumentam a descamação da mucosa bucal, ajudando a formar a saburra, uma das causas mais frequentes do mau hálito.

Sorriso amarelado

Os problemas estéticos também são capazes de causar muitos transtornos a alguns pacientes, contribuindo para uma autoestima mais baixa. E, entre essas questões, estão os dentes amarelados, que podem ter origem na alimentação inadequada.

Alguns alimentos capazes de causar essa situação são: chá-preto, refrigerante, doces, vinho tinto, curry, beterraba e café. Esses itens além de pigmentarem a superfície, ainda podem corroer o esmalte, principalmente nos casos dos alimentos ácidos.

A ingestão frequente aliada a uma má escovação pode resultar em dentes amarelados e manchados. É claro que existem outros maus hábitos que também podem levar a esse problema, como fumar ou mascar tabaco, por exemplo.

Por tudo isso, ter hábitos alimentares mais saudáveis também ajuda a ter um sorriso mais bonito. É claro que, além de se preocupar com a sua dieta, você ainda deve continuar mantendo as suas práticas de higiene em dia, como escovar os dentes sempre após as refeições, usar o fio dental e visitar o seu dentista periodicamente.

Quais alimentos e nutrientes contribuem para uma boa saúde bucal?

Como você viu no tópico anterior, uma dieta desregulada e desbalanceada pode causar vários problemas à sua saúde bucal. Porém, também existem aqueles alimentos que são “amigos” do seu sorriso e, por isso, devem fazer parte da sua alimentação diária. Acompanhe!

Vegetais verde-escuros

Os vegetais escuros, como o brócolis, o espinafre, a couve, a rúcula e o almeirão, são importantes fontes de vitamina A, necessária para que ocorra a reepitelização e a ativação da ceratina-dentina, o que fortalece o esmalte dos dentes e evita problemas como cáries, sensibilidade e até manchas.

Vitamina C, B e ferro

Esses três nutrientes quando unidos ajudam a manter a nossa gengiva forte e saudável, agindo na formação do colágeno e também melhorando a cicatrização — importante para garantir gengivas bem-cuidadas, já que elas podem sofrer com pequenos cortes do fio dental, por exemplo.

Algumas fontes desses nutrientes são: acerola, laranja, limão, feijão, ervilha, lentilha, arroz integral e farelo de trigo.

Vitamina D

Muito se fala no cálcio para se ter dentes fortes e saudáveis. Porém, sem a vitamina D, não adianta ingerir excesso de cálcio, pois é ela a responsável por fixar todo o cálcio que consumimos.

Assim, é importante investir em fontes naturais, como: peixe, gema de ovo e leite e derivados. Lembre-se que, para a síntese da vitamina D, tomar um pouco de sol pela manhã também é fundamental.

Cálcio

Já que falamos da vitamina D, não poderíamos deixar de fora esse mineral fundamental para termos ossos e dentes fortes. Além disso, o cálcio ainda consegue elevar o pH da nossa boca, reduzindo a ação dos alimentos ácidos.

Algumas boas fontes de cálcio são: iogurte, leite, queijo, coalhada, folha de beterraba, couve e peixe.

Além de cuidar da sua alimentação, é muito importante que você sempre se lembre de escovar os dentes após qualquer refeição. Afinal, é esse hábito que reduzirá os riscos causados por alguns alimentos (como os doces e os refrigerantes), minimizando as chances de você vir a ter algum problema de saúde bucal.

E então, já está considerando incluir esses novos hábitos alimentares na sua rotina? Se você gostou das nossas dicas, aproveite e compartilhe este conteúdo com os seus amigos em suas redes sociais!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *