Sangramento da gengiva: entenda o que isso pode indicar

Tempo de leitura: 6 minutos

Às vezes você percebe um sangramento na gengiva quando passa o fio dental ou escova os dentes? Então é bom ficar de olho. Parece uma questão simples e inofensiva, mas pode ser um sinal de problemas bucais ou até mesmo de falhas na saúde do corpo como um todo.

O organismo funciona de maneira interligada e dá indícios e alertas sempre que há alguma mudança de comportamento. Essa é uma forma de evidenciar uma disfunção, portanto é recomendado agir de modo rápido, procurando um profissional da saúde a fim de reparar qualquer inconsistência.

Ficou curioso e quer entender melhor sobre os sangramentos de gengiva? Então leia a postagem de hoje e entenda o que isso pode significar, além das atitudes que você deve tomar assim que perceber esse sintoma.

Vamos lá?

O que são gengivas saudáveis?

Antes de entrarmos nas possíveis causas desse problema, é bom ter em mente que as gengivas saudáveis não sangram. Elas têm um aspecto rosado com alguns pontilhados, mas são também firmes, bonitas e não apresentam nenhum tipo de dor. Além disso, elas costumam estar “coladas”, bem próximas aos dentes.

Por outro lado, as gengivas que sofrem com algum tipo de inflamação ou doença costumam ser mais escuras e sensíveis. Elas enfraquecem e sangram com facilidade, trazendo consigo um odor bem forte e desagradável.

Isso significa que, quando as gengivas começam a sangrar com frequência, é bom ficar atento, uma vez que esse pode ser o primeiro sinal de uma fragilidade.

O que normalmente é um sangramento na gengiva?

Vez ou outra acabamos escovando os dentes com mais força ou passando o fio dental da forma errada. Pode parecer bobagem, mas isso fere a gengiva e machuca a região, provocando o desgaste e, por consequência, o sangramento.

Se ele continuar mesmo depois de finalizar a higienização, então é hora de dar atenção a esse fato. Isso porque o seu corpo está comunicando alguma coisa (e as causas podem ser bem diversificadas). Ainda assim, quando o assunto é sangramento na gengiva, os fatores mais comuns são aqueles relacionados à própria saúde bucal.

Ou seja, é bem provável que ele revele gengivite (a famosa inflamação das gengivas), periodontite (uma infecção um pouco mais séria, pois acontece no periodonto) ou alerte sobre o perigo de uma perda de dente

O que pode causar esse sangramento?

Conforme acabamos de falar, a higiene oral inadequada é a principal causa de sangramento na gengiva. Nada mais natural, já que muitos dos fatores comuns têm relação com a própria boca.

Quando a escovação ou o uso de fio dental não acontecem da maneira correta, é normal que a placa bacteriana se forme com facilidade — e as bactérias se alojam na parte superior dos dentes. Considerando a estrutura da cavidade bucal, o sulco gengival (região que fica entre os dentes e as gengivas) é o que mais sofre, pois está suscetível a riscos como esses.

Depois de formada, a placa se aloja nos dentes e começa a liberar muitos produtos nocivos, um ponto que atinge o sistema imunológico de maneira geral. Ou seja, sua atuação pode ir muito além da boca, atacando também outros órgãos ou partes do corpo em dimensão grave.

Para você ter noção, essa placa bacteriana é a responsável por inflamações em maiores ou menores proporções na região da gengiva. Se não forem tratadas, as infecções podem atingir o periodonto e, em seguida, chegar ao osso maxilar, conforme o tempo vai passando.

Mais que o incômodo comum, esses ferimentos significam a porta de entrada para várias outras complicações. Pense que as bactérias entram pela boca, passam para a corrente sanguínea e se transformam em problemas muito maiores, pois podem se expandir para todo o corpo.

Dando outro exemplo, elas são capazes de agravar distúrbios no coração ou até mesmo de gerar crises respiratórias crônicas. Por isso, o ideal é tratá-las rapidamente, ainda no começo, e estar sempre atento para não deixar que elas provoquem um quadro mais sério ou avançado.

O que poucas pessoas sabem é que o sangramento na gengiva também pode indicar doenças mais graves. Um exemplo é a leucemia, que se inicia com uma manifestação oral e atrapalha o funcionamento normal da boca.

Outro exemplo é o escorbuto, uma doença pouco comum causada pela falta de vitamina C no organismo. O resultado disso é a inflamação consecutiva da gengiva, seguida por feridas e por sangramentos.

Para fechar, algumas informações importantes: as infecções também se relacionam ao tabagismo, à falta de vitamina K (que tem uma associação direta com a coagulação), a alterações hormonais (principalmente durante a gravidez) ou a próteses dentárias que não foram bem colocadas. Como você pode perceber, a lista é bem maior do que a maioria das pessoas pensa.

Como me prevenir?

O ideal é não deixar o problema se agravar e, para isso, o melhor caminho é monitorar a saúde da boca e manter visitas periódicas ao dentista.

Sempre que perceber o sangramento na gengiva, a recomendação é investigar para descobrir o que ele significa, para então realizar o tratamento adequado. Algumas pessoas convivem por anos com a doença sem nem mesmo procurar saber de que se trata.

Ou seja, pense que feridas na boca podem ser um sinal de alerta, por mais simples que elas aparentem ser. Então, sempre que perceber alguma inconsistência na gengiva, busque orientação profissional e evite que se torne um problema muito grave, tratando-o no início.

Procure um dentista, faça consultas periodicamente e previna qualquer disfunção, pois esta é uma maneira eficiente de preservar o dente e ter um sorriso bonito por mais tempo.

Agora que você entende melhor o que é o sangramento na gengiva, conhece seu significado, as causas e as consequências, fique atento! Siga nossas recomendações e mantenha a saúde bucal e do organismo inteiro em dia, pois esse é um cuidado que definitivamente vale a pena.

Para ajudar outras pessoas a cuidar da gengiva, aproveite e compartilhe esta postagem nas redes sociais. Assim, seus contatos também terão acesso às informações a fim de se prevenir!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

11 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *