O que é e como funciona a implantodontia

Tempo de leitura: 4 minutos

A Odontologia é composta por diversas áreas com especialistas em determinadas estruturas ou problemas bucais. Algumas são a endodontia, ortodontia, periodontia, odontopediatria e a implantodontia.

A última realiza tratamentos para reabilitação oral e com foco na estética do sorriso. Ao longo dos anos, ela evoluiu e trouxe novos procedimentos para atender as diferentes necessidades dos pacientes.

Neste artigo explicaremos o que é a implantodontia, como funcionam os implantes, suas indicações e outros aspectos relevantes do assunto. Então, continue lendo para conhecer essa especialidade tão importante para elevar a qualidade de vida e autoestima das pessoas!

O que é implantodontia?

É o ramo da Odontologia especializada em tratamentos com implantes dentários. Quando um paciente extrai ou perde dentes, o implantodontista os substitui por artificiais, ou seja, implantes.

Por isso, a implantodontia ajuda na recuperação da funcionalidade da arcada dentária, promovendo a reabilitação oral. Ao mesmo tempo, tem grande valor estético, visto que valoriza o sorriso e eleva a autoestima do paciente.

Essa área é muito importante, pois a falta de dentes prejudica a saúde bucal, comprometendo os demais dentes e os ossos faciais. Além disso, falhas na arcada dentária causam insatisfação com a própria imagem, provocando abalos emocionais ou psicológicos.

Como funcionam os implantes dentários?

Nos últimos anos, os tratamentos da implantodontia se popularizaram em função dos benefícios que os implantes oferecem. Eles são mais vantajosos e práticos do que as próteses, pois permanecem fixos na boca, como dentes naturais.

Trata-se de um pino confeccionado em material biocompatível, fixado no osso que sustenta a raiz dos dentes. Esse pedacinho de metal passa por um processo chamado osseointegração, no qual as células ósseas que envolvem os dentes naturais o prendem na região.

O implante fica tão firme quanto uma raiz natural, e sobre ele é colocado uma coroa. Ela é o dente artificial, fabricado em material muito similar à tonalidade e textura do esmalte dentário.

Assim, a pessoa terá um ou mais dentes novos, de acordo com a sua necessidade. Seu sorriso estará completo e ninguém perceberá que aquele dente não é natural, porque o resultado é totalmente discreto.

Quais as indicações e contraindicações do implante?

É possível fazer o tratamento na falta de apenas um dente ou até em pacientes totalmente desdentados. Desse modo, qualquer pessoa com boa saúde bucal e orgânica pode passar pelo tratamento da implantodontia.

Esses procedimentos apenas são contraindicados para indivíduos em fase de crescimento (crianças e adolescentes) ou para aqueles que apresentam condições orgânicas muito desfavoráveis, como em casos de:

  • tuberculose;
  • hipertensão;
  • diabetes;
  • tabagismo;
  • doenças cardíacas;
  • hipertonia dos músculos mastigatórios;
  • problemas no sistema nervoso.

Há situações em que existe a necessidade de realizar tratamentos antes de colocar o implante, como para quem apresenta inflamações ou infecções bucais e aqueles que sofreram perda óssea. Pacientes sob condições especiais, como gestantes, precisam que o médico responsável autorize o procedimento.

Quais os tipos de implante?

A implantodontia passou por inúmeras inovações nos últimos anos. Novos produtos e técnicas foram desenvolvidos com o intuito de elevar cada vez mais a qualidade dos implantes, possibilitando melhores resultados e mais conforto para o paciente durante o tratamento.

Hoje é possível atender as mais diferentes necessidades dos pacientes, em função das opções de procedimentos e dos diferentes tipos de implante que existem. A seguir listamos os três mais indicados:

  • osseointegrado: tratamento convencional indicado para substituir um dente usando o pino;
  • prótese protocolo: substitui vários dentes de uma só vez. Trata-se de uma prótese fixada sobre 4 ou 8 implantes que apenas o dentista pode retirar da boca;
  • overdenture: é uma prótese fixada sobre 2 a 6 implantes, similar às removíveis, porém, oferece mais estabilidade. Pode ser retirada da boca pelo paciente.

A implantodontia oferece diversas soluções para completar a arcada dentária de pacientes que sofreram perda de dentes. O tratamento com implantes é seguro, funcional e promove resultados estéticos harmônicos e discretos. Assim, a pessoa recupera o seu sorriso e a sua autoestima, podendo comer, sorrir e falar com mais segurança.

Deseja saber mais sobre os implantes dentários? Então, entre em contato conosco, converse com nossos especialistas e descubra qual tratamento é a solução para  o seu caso!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *