Chiclete: afinal, pode ou não pode?

Tempo de leitura: 6 minutos

Seja porque é doce, para esconder o mau hálito ou até para distrair e aliviar o estresse, o fato é que muita gente adora mascar chiclete. Um hábito que começa na infância, quando a diversão é fazer bolas com a goma de mascar, pode se estender até a vida adulta.

Mas e como ficam os nossos dentes? Os chicletes trazem algum mal para a saúde bucal? As opções sem açúcar estão liberadas? Acompanhe este post e esclareça todas as suas dúvidas.

Mascar chiclete prejudica os dentes?

A versão mais conhecida dos chicletes e que faz um grande sucesso entre as crianças é a que contém açúcar. Porém, sabemos que esse ingrediente é o grande vilão da saúde bucal.

Isso porque o açúcar é um prato cheio para as bactérias, que produzem ácidos e vão deteriorando pouco a pouco os dentes, ou seja, surge a cárie.

Quando não tratada, a cárie pode comprometer toda a estrutura dental, sendo necessária a extração do dente.

Não só o chiclete, mas tudo quanto é doce faz muito mal para os dentes.

E se escovar os dentes depois do chiclete?

A escovação completa com pasta de dente com flúor e uso do fio dental vai retirar os restos de alimentos da boca, evitando, assim, a cárie.

Então, se após mascar o chiclete, você se preocupar em escovar os dentes direitinho, certamente o doce não vai fazer mal algum.

Mas, cá entre nós, quem se lembra de fazer a higienização bucal no meio do dia logo após mascar a goma? No caso das crianças então, isso é quase impossível.

Consumir com moderação

Por isso, a recomendação é sempre consumir qualquer tipo de doce com moderação e, se possível, fazer a limpeza bucal na sequência.

Se você não tiver acesso à escova e pasta de dente na hora, faça pelo menos um bochecho com água a fim de eliminar os restos de açúcar da boca. Outra dica é beber bastante água, o que estimula a salivação, importante para limpar os dentes.

Checkup no dentista

Além disso tudo, é importante ir às consultas odontológicas periodicamente para manter a saúde bucal em dia. Caso haja algum problema pelo consumo excessivo de chiclete ou de outros doces, o tratamento evita maiores danos aos seus dentes.

Chiclete sem açúcar está liberado?

Como dissemos acima, o problema da goma de mascar é o açúcar, que é capaz de causar cáries. Então, para quem não vive sem chiclete, utilizando o doce até para aliviar o estresse, o importante é escolher a opção sem açúcar.

Aliás, mascar a goma sem açúcar ajuda a estimular a salivação, o que pode ser benéfico para os dentes. Essa “limpeza” protege a boca das bactérias e também do mau hálito.

Xilitol

Normalmente, em vez do açúcar, o chiclete apresenta o adoçante natural xilitol em sua fórmula, que deixa a goma docinha e não prejudica a sua saúde bucal. Pesquisas apontam, inclusive, que o xilitol tem a capacidade de reduzir a quantidade de bactérias que causam a cárie.

Então, se você quer um docinho após as refeições ou no meio do dia, escolha uma goma de mascar com xilitol em vez de uma bala açucarada. Seus dentes agradecem!

Porém, há formulações com o adoçante sorbitol, que também substitui o açúcar, mas que pode comprometer a saúde dos dentes. Então, a dica é sempre ler o rótulo das gomas de mascar.

É claro que o chiclete sem açúcar não vai substituir a escovação, mas, de vez em quando, pode ser mascado após as refeições para proteger os dentes.

O consumo exagerado da goma faz mal?

Ficar muito tempo mascando chiclete pode prejudicar a ATM (articulação temporomandibular), estrutura que liga o maxilar ao crânio, principalmente se você tem o hábito de mastigar mais de um lado só da boca.

Um distúrbio da ATM pode provocar uma hipertrofia dos músculos da mastigação e causar fortes dores de cabeça, pescoço e até nos dentes.

Chiclete “esconde” o mau hálito?

Muita gente aposta no sabor refrescante da goma de mascar para esconder o mau hálito. Por um período de tempo pequeno, o doce pode até encobrir a halitose.

Porém, quem sofre com esse problema precisa identificar a sua origem e não ficar mascarando a situação, que pode causar grande constrangimento social.

O mau hálito pode ser decorrente de algum problema bucal, na garganta e até estomacal, por isso, a dica é consultar o dentista que fará a avaliação do seu caso e indicará o melhor tratamento.

Quem usa aparelho pode mascar chiclete?

Pessoas que usam aparelhos ortodônticos acabam ficando longe de chicletes e outros doces grudentos. Afinal, pedaços desses alimentos podem danificar as partes metálicas do dispositivo, além de dificultar ainda mais a higienização.

Entretanto, uma pesquisa realizada na Inglaterra constatou que mascar chiclete sem açúcar pode ter um efeito positivo para pacientes de tratamentos ortodônticos.

Para fazer um estudo, eles deram chiclete sem açúcar a um grupo e para o outro não ofereceram nada. Ao final da pesquisa, eles descobriram que quem mascou chiclete queixou-se menos de dor do que o outro grupo. A hipótese é que a mastigação tenha um efeito analgésico, já que estimula a circulação sanguínea.

É claro que o efeito varia de pessoa para pessoa, mas pode sim ser uma alternativa a fim de evitar o uso excessivo de medicamentos de combate à dor por esses pacientes, principalmente após a colocação do aparelho.

Quais outros problemas a goma pode causar?

O hábito de mascar chiclete (com ou sem açúcar) de forma exagerada é capaz de prejudicar também o seu sistema digestivo. Essa ação faz com que seu corpo entenda que você está ingerindo alimentos e produz os ácidos da digestão, que podem causar gastrite e outros danos à sua saúde.

Mascar chiclete não vai causar nenhum mal para a sua saúde bucal, desde que consumido com moderação. Evite versões açucaradas e ficar muito tempo com a goma de mascar na boca. Quando bater a vontade, prefira opções que contenham o adoçante xilitol.

E aí, o nosso post esclareceu as suas dúvidas a respeito do chiclete? Então, compartilhe essas informações com seus amigos nas suas redes sociais!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *