Você sabe quais as causas do bruxismo? Descubra agora!

Tempo de leitura: 3 minutos

Muitos adultos e crianças têm as noites de sono acompanhadas pelo ranger contínuo dos dentes. O problema pode trazer consequências mais sérias, como desgastes na dentição e prejuízos na saúde do organismo de forma geral. Por isso, é importante saber as causas do bruxismo e realizar o tratamento.

A grande questão é que muitos pacientes não associam alguns sintomas, como dores de cabeça, a esse quadro e demoram a procurar o consultório odontológico. Com isso, têm a qualidade de vida prejudicada.

Confira nosso post e entenda melhor os fatores que desencadeiam o bruxismo, os sintomas e como é o tratamento!

Quais fatores podem desencadear o bruxismo?

Acompanhe a seguir as causas.

Estresse

A vida corrida e a cobrança excessiva por resultados no trabalho trazem ansiedade e estresse, impactando diretamente na saúde das pessoas. Essa tensão é sentida no ranger acentuado dos dentes, um hábito inconsciente que pode ocorrer durante todo o dia, mas tem intensidade maior durante o sono.

E não pense que são somente os adultos que estão propensos ao problema — também é comum crianças e adolescentes vítimas de bulliyng, ou com outros problemas emocionais, sofrerem com os sintomas.

Problemas na mordida

Pacientes com problemas de oclusão, ou seja, os dentes não se encaixam de modo adequado tendem a apresentar quadros de bruxismo. Isso ocorre quando há pressão em alguns pontos da arcada, que ocasiona o desgaste.

Desordens do sono

Problemas que interferem no sono, como a apneia — em que o indivíduo para momentaneamente de respirar enquanto dorme — são outros fatores correspondentes a episódios de bruxismo.

Resposta à dor de ouvido 

Muitos pacientes começam a ranger os dentes em resposta a dores de ouvido numa tentativa de conter a dor. Isso ocorre porque o ouvido é muito próximo da articulação temporomandibular (ATM).

Efeito colateral de alguns medicamentos

Alguns medicamentos psiquiátricos podem ter como efeito colateral o bruxismo, no entanto essa causa não é muito comum para o problema.

Quais os principais sintomas?

A condição pode comprometer a qualidade de vida das pessoas. Veja alguns sintomas:

  • esmalte dental desgastado, o que provoca erosão dentária e sensibilidade;
  • dentes lascados ou achatados por conta da pressão exercida;
  • dor na ATM;
  • dor de dente;
  • dor na face, cabeça ou pescoço;
  • zumbidos e dor no ouvido;
  • limitação na abertura da boca;
  • estalos e dor na mandíbula.

Como tratar o problema?

Quem convive com esse distúrbio voltará a ter qualidade de vida com o tratamento adequado. Após avaliar a condição do paciente e comprovar a causa do bruxismo, o dentista indica o uso noturno de uma placa miorrelaxante, feita sob medida para a arcada do paciente. A peça, que deve ser trocada em um prazo determinado pelo especialista, tem o objetivo de proteger os dentes e diminuir a pressão realizada pela mandíbula.

Em alguns casos será necessário realizar tratamento ortodôntico para a correção da mordida, ou ainda o uso da toxina botulínica para fazer o relaxamento dos músculos da região. Já pacientes que convivem com situações de estresse devem procurar ajuda de psicoterapia, enfrentando assim, as causas do distúrbio.

É fundamental fazer o acompanhamento regular no dentista para diagnosticar, o quanto antes, o intenso ranger dos dentes. O profissional indicará o melhor tratamento de acordo com as causas do bruxismo com o objetivo de melhorar a saúde e trazer qualidade de vida ao paciente.

Gostou de acompanhar este post? Aproveite e compartilhe essas informações com seus amigos das redes sociais para que eles também fiquem atentos ao bruxismo!

Sobre Dr Pedro Henrique

Dentista avaliador e responsável técnico da Vital Implantes Unidade Goiânia
CRO GO: 12179
Graduado em 2011 pela FOUSP ( Faculdade de Odontologia Universidade de São Paulo)
Especialista em Ortodontia pela FUNORTE (2017)
- Atualização em implantes HC-SP (2011)
- Curso de relacionamento interpessoal dale carning (2017)
- Curso de PNL dale carning

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *