Você sabe como é feita a limpeza bucal?

Tempo de leitura: 6 minutos

Manter a saúde bucal em dia é algo de extrema importância, evitando problemas que com o tempo podem evoluir para algo mais grave, como uma doença periodontal, uma cárie ou até a perda de um dente.

Entre os procedimentos mais usados está a limpeza bucal, capaz de retirar o tártaro e evitar o acúmulo de placa bacteriana. Você sabe qual a importância e como esse procedimento é feito? Continue a leitura e descubra como proteger a saúde da sua boca!

Qual a importância da limpeza bucal?

A limpeza bucal garante a retirada de tártaro e de placa bacteriana. A placa (ou biofilme) quando não é retirada pela escovação acaba se acumulando sobre o dente ou entre o dente e a gengiva. Com o tempo, ela passa a endurecer e formar o tártaro. Essas bactérias podem agredir a gengiva e causar uma inflamação.

Se a situação não for revertida, o processo inflamatório pode se intensificar, levando à doença periodontal, com a formação de uma bolsa periodontal e o avanço da inflamação para outros pontos, como ligamentos e até o osso de sustentação do dente afetado.

Mas não é só essa situação que pode ser impedida. Quando feita de forma regular, a limpeza bucal ainda ajuda a evitar outros problemas, como os listados abaixo.

Tratamento de canal

A limpeza diminui a quantidade de placa bacteriana aderida ao dente. Como resultado, também fica mais difícil para que as cáries apareçam. Sem cáries, sem necessidade de tratamento de canal.

Gengivite

A gengivite é o processo inicial da inflamação da gengiva e, quando tratada no início, pode ser regredida. Ou seja, a limpeza bucal ajuda a evitar que essa inflamação progrida e se transforme em uma doença periodontal (que é bem mais complexa e, muitas vezes, impossível de reverter os danos já causados às estruturas de suporte do dente).

Escovação diária

A limpeza bucal ainda ajuda os pacientes a conseguirem fazer uma higienização em casa mais eficiente. Com a retirada da placa acumulada e do tártaro, se o paciente se dedicar a ter novos hábitos de higiene, será mais fácil manter o resultado alcançado em consultório, evitando que novos problemas bucais apareçam.

Perda de dentes

A limpeza feita pelo dentista também é conhecida como “limpeza profilática”, justamente porque ela evita que diversos problemas de saúde bucal se instalem. Quando feita regularmente, ela auxilia a manter a boca livre da placa e do tártaro, reduzindo drasticamente as chances de doenças bucais e, claro, da perda de um ou mais dentes.

Como a limpeza bucal é feita?

A limpeza é um procedimento simples e indolor, por isso não precisa ter medo de visitar o seu dentista regularmente. Tudo se inicia com uma avaliação clínica, quando o profissional analisará a situação da sua saúde bucal, indicando se existem outros tratamentos que precisarão ser feitos além da limpeza.

Caso esteja tudo ok, ele dará início ao procedimento seguindo os passos abaixo.

Raspagem

Também chamada de tartarectomia, usualmente é a primeira etapa da limpeza profilática e consiste na retirada do tártaro (aquela placa bacteriana mais endurecida e que não sai apenas com a escovação). Esse procedimento pode ser feito tanto com um instrumento específico para raspar o tártaro do dente como usando ultrassom.

Jateamento

Logo após a retirada do tártaro, o dentista pode usar o jato de bicarbonato de sódio, que ajuda na remoção da placa bacteriana e do tártaro que ainda “restaram” após o procedimento anterior. Além disso, o jato auxilia no polimento dos dentes, evitando que a superfície fique mais propícia às placas.

Escovação

Na sequência, o dentista fará uma escovação profissional de toda a sua boca, usando uma escova e uma pasta de dente específicas, além de usar o fio dental.

Flúor

Por último, o dentista pode aplicar o flúor, que serve para devolver minerais aos seus dentes e fortificá-los, tornando mais difícil para que as cáries consigam se instalar na sua boca.

Além dessas etapas, dependendo do estado da saúde bucal, pode ser que o dentista realize outros tipos de procedimentos. No caso de pacientes que não fazem a limpeza há mais de um ano e possuem excesso de tártaro, após a limpeza padrão, é possível que o dentista faça uma irrigação antimicrobiana embaixo da gengiva, potencializando os resultados.

Outra possibilidade é a realização do aplainamento da raiz, suavizando a superfície dos dentes e eliminando a rugosidade que pode vir a favorecer o acúmulo de placa e o desenvolvimento de doenças.

Quais cuidados devo ter após a limpeza bucal?

Como você pode notar, a limpeza bucal não é um procedimento complexo e por isso não são necessários cuidados extras após a realização desse tratamento.

O ideal é tentar evitar se alimentar ou beber alguma coisa pelas próximas horas. Isso se deve principalmente à aplicação de flúor. Quanto mais tempo você conseguir deixá-lo agindo na sua boca, melhores serão os resultados. O tempo recomendado é de, no mínimo, meia hora.

Também não é preciso escovar os dentes logo após a limpeza, lembrando que é importante deixar o flúor agir. A escovação poderá ser feita normalmente após duas horas do procedimento.

E, claro, para manter os resultados alcançados é muito importante que você tenha bons hábitos de higiene bucal. Isso significa escovar os dentes corretamente sempre após todas as refeições e usar o fio dental.

O que você come também pode influenciar a saúde da sua boca. Dietas ricas em carboidratos, açúcar, alimentos ácidos e industrializados podem aumentar as chances de você vir a desenvolver cáries ou outras doenças bucais. O mesmo acontece com quem é fumante.

Qual a periodicidade da limpeza profilática?

Não existe uma regra fixa sobre de quanto em quanto tempo você deverá realizar uma limpeza bucal, já que esse período depende muito dos hábitos do paciente e também das condições da sua boca.

Em média, é recomendado que o procedimento seja feito a cada seis meses ou um ano, sempre considerando as chances de o paciente vir a desenvolver doenças bucais ou até os problemas preexistentes. Por exemplo, se você já está enfrentando uma doença periodontal, esse período poderá ser reduzido.

O ideal é sempre visitar o seu dentista periodicamente e não passar mais do que um ano sem realizar a limpeza bucal, já que ela pode ajudar a evitar inúmeros problemas de saúde e deixar o seu sorriso mais bonito (por exemplo, retirando a placa capaz de amarelar os seus dentes).

Você gostou deste conteúdo? Está precisando de uma limpeza bucal? Entre em contato conosco e saiba como a nossa equipe de especialistas pode lhe ajudar!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *