Tratamento dental: por que não deve ser adiado

Tempo de leitura: 5 minutos

Dados do IBGE mostram que 44,4% dos brasileiros procuraram um dentista nos doze meses anteriores à pesquisa, que foi realizada em 2013. É quase metade da população, mas ainda há pessoas que deixam para depois. O que causa ainda mais espanto são os 11% que nunca foram a um dentista, nem ao menos realizaram qualquer tipo de tratamento dental.

Adiar a visita a uma clínica odontológica não é uma boa ideia. Talvez por algum temor ao dentista ou do que pode saber na consulta, muitas pessoas deixam para depois os procedimentos dentários de rotina. Esta atitude é um erro para a saúde bucal e para o bolso, uma vez que um tratamento corretivo geralmente sai mais caro que o preventivo.

Prevenir é bem melhor do que remediar. Preparamos este post com os principais motivos para que você considere a visita periódica ao dentista. Acompanhe!

Por que o tratamento dental não pode ser adiado?

Com visitas frequentes ao dentista é possível evitar que pequenos problemas, como uma simples cárie ou um sangramento na gengiva, se tornem mais complexos. Além disso, outras vantagens são:

1. Melhora sua vida social

O descuido em relação aos dentes e o adiamento do tratamento dental pode gerar incômodos e dificuldades nas relações sociais, o que inclui amizades, namoro e até no trabalho. Isto porque vai refletir no hálito e na dentição. O sorriso não será tão bonito e harmônico, sendo que em alguns casos pode haver sangramento na gengiva ou perda de dentes.

2. Diagnostica doenças graves no início

Em uma consulta rotineira o dentista pode identificar doenças graves, como o câncer bucal. Ela e outras enfermidades podem responder melhor ao tratamento quando são identificadas em seu estágio inicial, aumentando as chances de cura e recuperação mais rápida.

Todo o trato bucal é vulnerável à ação de bactérias, fungos e vírus capazes de desencadear infecções e patologias mais graves. É válido ressaltar que as principais enfermidades podem ser evitadas por meio do acompanhamento preventivo, dos mais simples aos mais graves.

Além disso, o adiamento da manutenção pode agravar problemas bucais, fazendo com que problemas simples possam se tornar mais graves, exigindo tratamentos mais dolorosos.

Por exemplo, uma cárie, quando não tratada, pode exigir um tratamento de canal ou extração do dente, que acarreta a necessidade de fazer um implante, e um sangramento na gengiva pode indicar sintomas de inflamações mais graves.

3. Evita a perda de dentes

Quando não tratados, os dentes tendem a enfraquecer e perder a sustentação dos ossos, então haverá a necessidade de extração. A perda de um leva pode levar à perda de todos os vizinhos, inclusive os dentes da frente. Isso ocorre porque a pessoa passa a perder o ossos na região do dente removido, sendo necessário um implante para amenizar o problema.

4. Evita que os dentes fiquem mais tortos

Deixar um tratamento ortodôntico para depois pode agravar um quadro de dentes tortos, por exemplo. Ocorre que eles dificultam a limpeza — deles e dos demais dentes —, portanto, adoecem mais. Os dentes tortos vão exigir aparelho ortodôntico, com manutenção que pode chegar a ser mensal, o que é custoso e demanda um tempo que poderia ser economizado se fosse feito o tratamento antes.

5. Economiza no custo do tratamento

O valor cobrado pela consulta ou por um plano dentário é uma das justificativas mais comuns entre as pessoas que evitam visitar o dentista. Ocorre que, em longo prazo, o barato pode sair caro, uma vez que deixar para depois agrava o quadro e, consequentemente, aumenta o valor do tratamento.

Há casos em que o tratamento corretivo supera os R$ 50 mil, valor muito superior ao pago na prevenção — se o paciente tivesse ido ao dentista antes do problema surgir.

6. Aprimora a higiene bucal

Quando não há uma higienização adequada, o sorriso pode perder a sua beleza e saúde. Não é por mal, acontece que a correria do cotidiano propicia o esquecimento dos cuidados com a boca. As idas regulares ao dentista auxiliam na correção de eventuais descuidos.

Além disso, o dentista é capaz de indicar os produtos e a forma correta de higienização, quando os procedimentos devem ser realizados e quando o paciente deverá retornar.

7. Preserva a saúde

A saúde bucal está ligada ao organismo como um todo. Por exemplo: bactérias presentes no tártaro do dente podem atacar o coração, desencadeando um quadro de endocardite bacteriana. Trata-se de uma infecção causada inicialmente pela proliferação de bactérias que são naturais da boca, mas que são nocivas ao organismo.

Além desta, outras complicações podem estar relacionadas à saúde deficitária do ambiente bucal, como sinusite, disfunção de articulações faciais, refluxos e distúrbios gastrointestinais.

8. Evita tratamentos mais longos

Deixar para depois não faz mal apenas para o bolso. Problemas mais sérios, como cáries e tártaro, dificilmente são tratados em apenas uma consulta, mas poderiam ser facilmente prevenidos com consultas preventivas, a cada seis meses, quando o paciente tem uma boca saudável.

Tratamentos corretivos exigem mais retornos do que os preventivos e, por exigir mais tempo, será necessário se deslocar até o dentista mais vezes durante o mês, podendo influenciar na rotina.

Como saber se é necessário recorrer a algum tratamento dentário?

Apenas o dentista é capaz de determinar se o paciente tem a necessidade de fazer um tratamento, seja ele ortodôntico, seja periodôntico, seja de qualquer outra especialidade apresentada.

Ele encontrará o tratamento mais adequado com base nos instrumentos de diagnóstico, dos quais podemos citar o histórico médico e dentário completo, exame clínico, molde de gesso, radiografias, entre outros.

É recomendada a consulta a cada seis meses para a realização de algum tipo de tratamento dentário, controle da limpeza e a prevenção de doenças. É fundamental reservar um tempo na agenda para a ida ao dentista, principalmente se já faz algum tempo que você não o visita. Como dissemos, prevenir é melhor do que remediar, tanto para o seu bolso quanto para a sua autoestima. 

Gostou do que leu? Aproveite e assine nossa newsletter e receba conteúdos muito interessantes para manter a saúde bucal e a beleza do sorriso.

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *