Rejeição de implantes dentários: acontece?

Tempo de leitura: 6 minutos

Os implantes dentários são, atualmente, a forma mais eficaz de repor os dentes perdidos, seja pelo conforto proporcionado, seja pela alta taxa de sucesso do procedimento — que chega a 98%. Soma-se a isso o fato de as próteses estarem cada vez mais acessíveis, possibilitando que muitas pessoas se submetam ao tratamento e voltem a sorrir.

No entanto, quem quer investir em um implante dentário tem muitas dúvidas referentes ao processo, principalmente quanto à rejeição. Bate aquela insegurança e você pensa: vou pagar caro pelo material, passar por uma cirurgia e, ainda, correr o risco de perdê-lo?

SINTOMAS DE REJEIÇÃO DE IMPLANTE DENTÁRIO, TIRE TODAS AS SUAS DÚVIDAS COM UM ESPECIALISTA – AGENDE UMA CONSULTA AGORA!

Bom, as coisas não são bem assim. A perda de um implante pode ocorrer por uma soma de fatores, mas, como já dissemos, a taxa de sucesso é muito alta.

Criamos este post para tirar suas dúvidas sobre o assunto. Porém, antes de explicar os motivos, vamos entender o que seria a rejeição ao implante e quais são as chances de que isso aconteça?

Quais são os riscos de rejeição?

Quando o organismo humano identifica um corpo estranho, o sistema imunológico entra em ação para expulsá-lo ou destruí-lo, preservando a nossa integridade. Esse tipo de rejeição com o implante dentário não acontece, pois ele é feito de titânio — metal totalmente biocompatível, ou seja, que se integra perfeitamente ao organismo.

O que pode ocasionar a perda do implante é a dificuldade no processo de ossointegração, que é a formação de osso ao redor do pino implantado. Esse processo ocorre em um período de 4 a 6 meses após a cirurgia. 

A ossointegração é um processo natural do organismo, que tenta regenerar a parte do osso que foi perfurada para a instalação do implante. Mas, como o pino se encontra no local, a formação óssea acontece ao seu redor.

Essa constituição do osso no entorno do implante é que garante que ele fique no local correto, cumprindo suas funções por muitos anos. Quando isso não acontece, podem surgir problemas, como a própria perda do material implantado.

Quais problemas impedem a ossointegração?

Há vários fatores — tanto internos quanto externos — que impedem a ossointegração do implante. Esses problemas são:

  • bruxismo: pacientes com bruxismo apertam os dentes, causando uma sobrecarga sobre os implantes;
  • doenças sistêmicas: psoríase e lúpus, entre outras patologias autoimunes, que deixam o paciente suscetível a infecções;
  • diabetes não controlada: pessoas com diabetes têm dificuldade de cicatrização;
  • cigarro: o uso frequente de tabaco prejudica a irrigação sanguínea, comprometendo a formação de osso ao redor do implante;
  • doenças periodontais: podem causar infecções e perda óssea;
  • falta de qualidade óssea: muitas vezes, o cirurgião não faz o planejamento correto da cirurgia e não verifica se o paciente possui osso suficiente; 
  • má higiene: esse item é responsável por doenças periodontais, que podem resultar em infecções.

Quando não se integra ao osso, o implante fica mole e pode cair. Então, se você conhece alguém que perdeu o material implantado, provavelmente foi por algum dos fatores acima.

Além disso, um cirurgião inexperiente pode colocar um implante muito perto do nervo, causando inúmeros transtornos ao paciente. Quando isso acontece, é provável que ele tenha que ser removido.

Mas aí você pergunta: nunca pode haver rejeição? Sim, pode, mas é muito raro e isso só acontece com pessoas que têm alergia ao titânio. Trata-se de um quadro muito difícil de ocorrer, mas não impossível.

Como saber se implantes dentários estão com problemas?

Mesmo com as orientações passadas pelo dentista, é comum que pessoas que façam uma cirurgia do tipo pela primeira vez fiquem com dúvidas em relação aos sintomas de problemas nos implantes dentários. As observações mais comuns são:

  • Dor intensa: não é normal sentir muita dor após a cirurgia.
  • Não é normal que haja mobilidade no implante. Se isso acontece, pode ser sinal de algum problema.
  • Formigamento ou dormência nos lábios, na bochecha, na língua, na gengiva e no queixo pode ser sinal de que o implante está muito perto do nervo.
  • Presença de pus ou outras secreções na área implantada: quando está tudo bem com o procedimento, isso não acontece.

Então, se você fez ou vai fazer uma cirurgia para colocar implantes dentários, fique atento a esses sinais e, no caso de observar algum, não hesite em procurar o dentista. A perda do material implantado pode ocorrer em poucas semanas ou, até mesmo, meses após o procedimento.

Há sintomas normais do pós-cirúrgico que podem ser confundidos com sinais de complicações?

A cirurgia para colocar implantes dentários é bem invasiva e traz consigo alguns desconfortos, que são muito comuns durante o pós-operatório. Esses incômodos podem, facilmente, ser confundidos com sintomas de problemas após o procedimento.

Tais sintomas, geralmente, são:

  • Mobilidade da prótese: as pessoas costumam confundir os provisórios (dentes artificiais) com o implante e ficam preocupadas caso eles se movam. Mas esse é só um problema de falta de ajuste correto e pode ser facilmente resolvido.
  • A área implantada pode ficar bastante sensível após a operação, mas não se trata de um motivo para se preocupar, pois é absolutamente normal. Se isso acontecer, lembre-se de que você acabou de passar por uma cirurgia.
  • É normal que o local do implante fique inchado nos primeiros dias após o procedimento. Esse inchaço é proporcional ao porte da intervenção.

Então, se você passou por uma cirurgia para colocar implantes dentários e está com os sintomas acima, não se preocupe, pois não há o risco de perder sua prótese. Ainda assim, o indicado é procurar pelo seu dentista para tirar todas as dúvidas. Somente o profissional pode te orientar a respeito de seus questionamentos.

O que devo fazer quando perder um implante?

Se isso acontecer a você, procure seu dentista e veja a possibilidade de fazer o procedimento novamente. Como dissemos no início deste artigo, a perda do implante ocorre, na maioria das vezes, por falta de cuidados do próprio paciente.

Sendo assim, esperamos que você esteja mais consciente e, quando for colocar novos implantes dentários, tenha mais atenção com a higiene e os seus hábitos.

E ai, gostou do conteúdo de hoje? Quer ler outros materiais interessantes? Então, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as postagens!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

7 Comentários

  1. Rosimar

    Gostei muito da orientação,pretendo fazer um implante ,em breve mais vou obter
    Mais informações

    Responder

    1. Olá Rosimar,
      Obrigada pelo feedback.
      Caso deseje agendar um horário para uma avaliação,
      você pode entrar em contato em um dos fones abaixo:
      Brasília 061-3032-5666
      Goiânia 062-3996-6666
      Um abraço!

      Responder

  2. Ótimo conteudo, acho bem importante oferecer conteudo de qualidade e educar o público. Hoje, com a internet disponível para a maioria das pessoas, o nosso trabalho fica mais fácil. Parabéns ao equipe VitalImplantes! Dr. Frederico Becker, Implant Clinic Florianópolis, SC.

    Responder
  3. Lucilia

    Boa Noite Família Vital
    Gostei do que li…
    Achei bastante elucidativo e encorajante…
    Tenho uma dúvida!!!…
    Se o que explicam como dormência… Se pode entender por um frio tipo queimadura num certo local do lábio…
    Sou portuguesa e tenho esta dúvida…
    Devo dizer que vivo em Portugal…
    Se nada disserem… Eu aceito na mesma… e … Continuo pensar que o Vosso artigo é que citei… Muito BOM…
    Um beijinho
    Lucilia

    Responder

    1. Olá Lucilia!!!
      Cada caso precisa ser avaliado individualmente, caso tenha algum problema recomento que visite um profissional.
      Obrigada pelo elogio. Abraços!

      Responder
  4. Gisleine

    Ola, coloquei um implante e 2 dias depois tratei um canal do dente ao lado, começou a doer muito depois disso, estou tomando amoxicilina , tilex…ja faz 7 dias hoje. Sinto a gengiva onde esta o implante dolorida e incomoda ao tocar, sera que pode ter algo haver com o tratamento de canal por ter sido ao lado do implante?? Meu dentista tirou raio x e esta normal, qual exame é mais eficaz para mostrar uma infecção caso tenha? Obrigada.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *