Quem tem prótese dentária pode fazer clareamento dental? Descubra!

Tempo de leitura: 6 minutos

A prótese dentária está cada vez mais usual, ajudando muitas pessoas a recuperarem os dentes perdidos e a conquistarem um sorriso mais equilibrado, bonito e sadio.

Porém, uma dúvida muito comum desses pacientes é se existe a possibilidade de realização do clareamento dental em quem usa prótese. Se você também compartilha dessa dúvida, continue lendo este post!

Prótese dentária: quais os tipos?

Antes de qualquer coisa, é muito importante entender que, ao falarmos sobre prótese dentária, existem vários tipos possíveis. Tudo, claro, dependendo das necessidades dos pacientes. As mais usuais estão listadas abaixo.

Prótese total removível

Também conhecida como “dentadura”, é a mais usada quando o paciente perdeu todos os dentes ou a maior parte deles. Essa prótese é confeccionada sobre uma estrutura móvel, na qual os dentes naturais são substituídos por dentes de acrílico, sempre seguindo a cor, o tamanho e o formato dos dentes naturais do paciente.

Prótese parcial removível

Se o paciente apresenta uma boa quantidade de dentes remanescentes, o mais indicado é a prótese parcial removível. Nesse caso, não é necessária a extração nem o desgaste dos dentes naturais.

A prótese é instalada usando uma base de conectores, selas e grampos que mantêm a estrutura no lugar, oferecendo mais segurança ao paciente. Normalmente, ela é confeccionada com ligas de cromo e cobalto e também segue o desenho dos dentes originais.

Prótese fixa

É conhecida popularmente como “ponte” ou “coroa” e pode ser usada tanto para substituir apenas um dente como alguns que foram comprometidos por diversos problemas.

Quando a coroa do dente é inutilizada, o dentista não precisará fazer o tratamento de canal, apenas desgastará o dente para poder inserir uma coroa nova de porcelana.

Nos casos em que será necessário substituir mais dentes, são usados os remanescentes para dar sustentação à prótese.

Prótese flexível

É uma alternativa às próteses removíveis tradicionais. Ela é fabricada em uma resina flexível e, por isso, não usa grampos e outras estruturas de suporte. É mais indicada para idosos e também pode ser usada como prótese provisória em outros casos de reabilitação oral.

Implantes

Os implantes também são um tipo de prótese dentária. Eles podem ser feitos em acrílico, resina, porcelana ou zircônia e contam com um pino de titânio capaz de dar a sustentação necessária ao novo dente.

Os dentes artificiais são muito próximos dos naturais e é bastante difícil perceber se alguém está usando implante ou não. A indicação é para os casos em que não é possível o uso da prótese removível ou quando ela se tornou muito incômoda para o paciente.

Prótese dentária e clareamento: como funciona?

Deixar o sorriso mais branco é o desejo de muitas pessoas e também pode ser daqueles pacientes que fazem uso da prótese dentária. Nesses casos, o clareamento pode ser usado, mas é importante que seja muito bem estudado pelo dentista.

O mais recomendado é que o clareamento seja feito antes do uso da prótese. Isso porque os materiais usados na confecção da prótese, como a resina, a zircônia ou a porcelana, não clareiam com o uso do gel clareador. Assim, se o procedimento for feito depois de as próteses instaladas, essas ficarão com uma aparência desigual dos demais dentes.

Normalmente, quando o dentista vai realizar uma prótese, ele busca tornar o novo dente o mais próximo possível do dente original do paciente, inclusive com a mesma cor.

Assim, se você se submeter ao clareamento após ter colocado a prótese, esses novos dentes continuarão com a cor que os seus dentes originais tinham antes do clareamento.

Lembrando que esse processo independe de o clareamento ser caseiro ou no consultório, pois o laser também é incapaz de clarear os materiais da prótese. O mesmo vale para quem usa facetas ou lentes de contato, já que a porcelana que reveste o dente também não conseguirá ser clareada com o uso do gel.

Se você já tem prótese e quer clarear os dentes, o mais recomendado é fazer a troca da prótese após o processo, garantindo uniformidade ao seu sorriso.

Influência dos materiais

Outro ponto importante de destacar é a influência dos materiais no escurecimento da prótese dentária ao longo dos anos. A cerâmica e a porcelana, quando de boa procedência, não escurecem, já as próteses de resina podem ficar mais escurecidas com o passar do tempo, necessitando a substituição.

Próteses totais

No caso dos pacientes com próteses totais, não existe como realizar o clareamento. Se as próteses ficaram escurecidas com o passar do tempo, principalmente devido ao material usado, o melhor a fazer é providenciar a troca por outras mais claras.

Porém, não exagere, já que o uso de próteses muito claras pode deixar o seu sorriso sem harmonia e até com um aspecto falso, pois o branco em excesso pode dificultar para a construção de diversos detalhes que trazem naturalidade ao sorriso. O mesmo cuidado é indicado para quem deseja substituir as suas facetas ou lentes de contato por cores ainda mais claras.

Vale salientar que, no caso dos dentes escurecidos devido a problemas no tratamento de canal, o clareamento pode ajudar na reparação da cor, melhorando a estética desses dentes.

Como posso deixar meus dentes mais brancos mesmo usando prótese?

Como você viu no tópico anterior, o material usado na sua prótese é capaz de interferir bastante na durabilidade da cor do seu sorriso.

As próteses feitas em resina, com o tempo, podem amarelar e escurecer. Isso acontece porque a resina não é tão durável e pode sofrer com ações abrasivas, como a escovação diária e até o consumo de determinados alimentos. Com o tempo, a superfície dessas restaurações começa a ficar danificada, facilitando a degradação da resina e o acúmulo de manchas.

O pH de alguns alimentos também contribui para isso. Refrigerantes, iogurtes e bebidas cítricas, por exemplo, podem danificar a superfície da resina e contribuir para o amarelamento ou escurecimento da sua prótese.

Outro ponto que pode influenciar nesse processo é a qualidade da resina, por isso é tão importante conversar antecipadamente com o seu dentista, entendendo muito bem qual material será usado.

Além desses problemas, as próteses de resina ainda podem perder o brilho e o aspecto natural, algo que pode acontecer devido ao excesso de alimentos cítricos e ácidos, ao uso de escovas com cerdas mais duras e também a hábitos parafuncionais, como morder a tampa da caneta ou roer a unha.

É muito importante ainda evitar o consumo de alimentos que podem pigmentar as próteses, como café, vinho, suco de uva e outros.

Não se esqueça de visitar o seu dentista periodicamente. Assim, ele poderá acompanhar a evolução da sua prótese, intervindo antes que problemas estéticos ou orais aconteçam.

E, então, gostou de saber mais sobre o clareamento dental no caso de pacientes que usam prótese dentária? Aproveite e baixe o nosso guia sobre implante e saiba tudo sobre o assunto!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *