Qual é a relação da artrite reumatoide com a doença periodontal?

Tempo de leitura: 7 minutos

A artrite reumatoide é uma doença autoimune e sistêmica, capaz de causar dores, rigidez e inchaço em várias articulações. Além dos problemas habituais dessa condição, muitos pesquisadores têm buscado analisar a relação entre artrite reumatoide e os transtornos bucais, sobretudo a doença periodontal.

Para quem sofre com artrite reumatoide, essa pode ser uma informação valiosa, ajudando esses pacientes a cuidar melhor da saúde bucal e evitar os problemas que a doença periodontal traz, inclusive a perda de um ou mais dentes.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura!

O que é artrite reumatoide e quais são as suas causas?

Como dissemos na introdução, a artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune e sistêmica. Isso significa que o próprio sistema imune do paciente começa a atacar as articulações, causando uma inflamação constante capaz de levar a vários problemas, como dores, inchaço e até a deformação de algumas dessas articulações.

A artrite reumatoide pode acometer crianças e jovens de 2 a 15 anos, sendo, nesse caso, chamada de artrite reumatoide juvenil, ou adultos e idosos. Em geral, o problema se desenvolve primeiro nas articulações das mãos e dos pés.

A doença, porém, pode evoluir e causar inflamações em outras áreas, como tornozelos, joelhos, quadril, cotovelos e ombros. Em alguns casos, a artrite reumatoide ainda é capaz de afetar outros órgãos, como os pulmões, a pele, os olhos e os vasos sanguíneos.

Causas

Por ser uma doença autoimune, é difícil definir as causas do problema. Contudo, sabe-se que as mulheres costumam ser mais afetadas e os pesquisadores acreditam que isso possa estar relacionado ao estrogênio, mas ainda são necessários mais estudos para comprovar a tese.

Outro ponto que pode influenciar no aparecimento da AR é a genética, já que pessoas que têm familiares com a doença têm mais chances de desenvolvê-la.

Também são causas possíveis da artrite reumatoide:

  • infecções por bactérias e vírus (como dor de dente, infecções urinárias, dores de garganta etc.);
  • tabagismo;
  • poluentes, como a sílica (principal constituinte da areia).

Como é feito o diagnóstico e qual é o tratamento para a artrite reumatoide?

O médico capaz de diagnosticar a artrite reumatoide é o reumatologista, e ele levará em consideração os sintomas e os exames do paciente.

Os sintomas mais comuns da doença são:

  • rigidez matinal;
  • dores nas articulações dos dedos das mãos e dos pés, dos joelhos, dos cotovelos, dos ombros e do quadril;
  • inchaço e aumento da temperatura nas articulações;
  • presença de nódulos sob a pele dos braços;
  • fadiga, febre e perda de peso.

A partir desses sintomas, o médico poderá prescrever vários exames, como:

  • dosagem da proteína C reativa (PCR) e velocidade de hemossedimentação (VHS);
  • anticorpos para fator reumatoide (FR) e anticorpo antipeptídeo citrulinado cíclico (anti-CCP);
  • raio-X e ressonância magnética das articulações afetadas;
  • coleta do líquido sinovial da articulação inflamada.

Embora o profissional possa prescrever vários exames, não existe apenas um que indique se a pessoa tem ou não artrite reumatoide. O diagnóstico é feito por meio de uma análise completa, levando em consideração principalmente a anamnese do paciente, já que ele pode ter muito claro os sintomas da artrite, mas os exames não positivarem em alguns casos, o que chamamos de artrite reumatoide soronegativa.

Tratamentos

A artrite reumatoide é uma doença crônica, e isso significa que até o momento não existe uma cura. Porém, os pacientes podem se submeter a vários tratamentos, conseguindo ter uma qualidade de vida muito melhor.

Algumas recomendações são:

  • fisioterapia junto de exercícios específicos, visando evitar a perda de mobilidade das articulações;
  • terapia ocupacional para ajudar o paciente a ter mais autonomia nas suas atividades diárias;
  • uso de medicamentos específicos para reduzir a inflamação ou para evitar a ação do sistema imune;
  • cirurgias para recuperar a função das articulações afetadas;

Artrite reumatoide e doença periodontal: qual é a relação?

A relação entre a artrite reumatoide e a doença periodontal tem sido amplamente estudada por pesquisadores de todo o mundo. Eles visam entender se a presença de mais casos de periodontite em pessoas com AR acontece devido às dificuldades desses pacientes em realizar os movimentos típicos da escovação ou se a inflamação autoimune pode afetar também outras áreas do corpo, como a gengiva.

A doença periodontal, ou periodontite, é uma inflamação mais profunda da gengiva, que pode levar a vários problemas, entre eles a perda de um ou mais dentes.

Um desses estudos, realizado por pesquisadores alemães e publicado no Journal of Periodontology mostrou que os pacientes portadores de artrite reumatoide têm 8 vezes mais chances de desenvolverem periodontite.

Contudo, o estudo não conseguiu definir muito bem a causa dessa relação. Algumas teorias já existem e estão listadas abaixo.

Dificuldades de escovação

Os cientistas têm notado que diversas questões geradas pela artrite reumatoide tornam difíceis para que o paciente consiga fazer uma boa higienização bucal. Além da dificuldade para conseguir segurar e manipular a escova e o fio dental, ainda existem outros problemas.

Em muitos pacientes pode existir um comprometimento da ATM, causando dor, rigidez e dificuldade em abrir a boca e mantê-la aberta — algo que influencia no nível e na qualidade da higiene bucal, favorecendo a inflamação da gengiva.

Uso crônico de medicamentos

O uso crônico de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) pelos pacientes com artrite também está sendo considerado como uma das causas da inflamação da gengiva e do aumento no número de casos de perda dental entre essas pessoas.

O que se verifica é que o uso continuado desses medicamentos pode favorecer a progressão da perda óssea periodontal.

Genética

O desenvolvimento de AR está muito ligado a questões genéticas, sendo um dos fatores mais importantes a presença do antígeno leucocitário humano (HLA).

Esses mesmos fatores genéticos também foram notados em pacientes com AR e que apresentavam uma rápida progressão da periodontite.

Infestação bacteriana

Outro estudo publicado na revista Science Translational Medicine mostrou que existe relação entre a presença de uma bactéria e o desenvolvimento tanto da artrite reumatoide quanto da periodontite.

Essa bactéria é a Aggregatibacter actinomycetemcomitans, que pode induzir processos inflamatórios, confundindo o sistema imunológico que passa a atacar o próprio corpo, desencadeando doenças autoimunes.

Mas o que isso significa?

Como você pôde notar, ainda não existe um acordo entre os pesquisadores sobre as possíveis causas da artrite reumatoide e da doença periodontal.

O único consenso é que as pessoas que são acometidas com a AR têm mais chances de desenvolverem uma inflamação na gengiva, bem como de sofrerem mais com a perda de dentes.

Por isso, se você tem artrite reumatoide o melhor a fazer é reforçar os cuidados com os hábitos de higiene oral e buscar um bom dentista, que possa acompanhar o seu caso e diagnosticar uma possível inflamação na gengiva ainda no início, favorecendo as chances de cura.

E aí, gostou deste conteúdo sobre a relação entre artrite reumatoide e doença periodontal? Quer continuar se informando? Então, leia este post e descubra algumas alternativas para o tratamento da cárie dentária!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *