O que fazer quando os dentes de leite não caem?

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando a criança chega a uma certa idade, os dentes de leite caem naturalmente, certo? Na verdade não, porque nem sempre os decíduos se soltam, e não é raro que adolescentes e também adultos ainda tenham os primeiros dentes.

Mas você sabe por que essa condição acontece? Neste post, vamos explicar o que você precisa saber sobre esse assunto. Descubra se os dentes de leite que não caem podem causar alguma complicação para a saúde bucal e se isso exige tratamento.

Vamos esclarecer, ainda, qual a hora certa de procurar a ajuda de um profissional e quais cuidados devem ser tomados caso os dentes de leite, de fato, não caiam. Acompanhe.

Nem sempre os dentes de leite caem

Os primeiros dentes de leite começam a nascer quando o bebê tem cerca de 6 a 12 meses de idade. Até os seus 3 anos, estima-se que a arcada dentária já esteja completa com os 20 dentes decíduos.

Quando a criança atinge 5 ou 6 anos, os dentes de leite começam a cair naturalmente para dar espaço para os dentes permanentes. Esse processo costuma durar até os 12 ou 13 anos de idade, porém, há casos em que a cronologia não segue esse padrão.

Para algumas pessoas, os dentes de leite continuam firmes na boca e simplesmente não se soltam. Essa condição é chamada de retenção prolongada e pode ser temporária ou durar a vida toda.

No processo natural, quando os dentes permanentes estão prontos para nascer, eles começam a absorver a raiz dos dentes de leite, que ficam moles com o tempo e se soltam, dando espaço para seus sucessores.

Mas se houver uma propensão genética, por exemplo, os dentes de leite podem não se soltar, e os permanentes acabam nascendo tortos. Esse problema também ocorre quando há algum trauma na boca ou se a pessoa não têm os dentes permanentes para substituir os de leite.

Outras condições que impedem o dente de leite de cair são:

  • tecido gengival muito fibroso;
  • falta de estímulo mastigatório;
  • dente permanente que perde o caminho;
  • problemas emocionais.

Independentemente do que estiver acontecendo, é preciso procurar pela ajuda de um profissional no tempo certo.

Quando procurar um profissional

A retenção prolongada dos dentes de leite não é uma condição grave, mas exige atenção por poder causar complicações. Por isso, os pais devem estar atentos ao desenvolvimento da arcada dentária de seus filhos.

A hora certa de procurar um dentista é quando se observa que os dentes permanentes estão apontando, mas os de leite não mostram sinais de que vão se soltar para dar espaço a eles. A tendência é de que o dente permanente cresça atrás do decíduo, iniciando uma nova fileira.

Também é importante procurar um profissional quando a criança já está na idade de fazer as trocas, mas nenhum dente amoleceu e não há sinais dos dentes permanentes. Isso porque pode acontecer de o sucessor ficar incluso por não ter força para substituir o dente de leite.

O ideal, na verdade, seria que a criança já tivesse o acompanhamento do dentista desde que os primeiros decíduos começassem a nascer. Assim, o profissional poderia acompanhar as trocas e pedir exames para tratar precocemente alguma condição que se manifeste.

Problemas que essa condição pode causar

Como dito, a retenção prolongada não é problema sério de saúde bucal, no entanto, se ela não for acompanhada de perto por um profissional e realizadas as devidas intervenções, pode causar complicações.

A principal delas é o dente permanente nascer em lugar diferente do que seria ideal. Ele pode nascer atrás do seu antecessor ou mesmo em locais bem distantes. Em certos casos, é preciso fazer a correção posteriormente com o uso de aparelho ortodôntico.

Outro problema gerado pela retenção prolongada é quando ela ocorre com um ou alguns dentes de leite até a vida adulta. Nesse caso, os demais são trocados pelos permanentes e pode ocorrer diferença de tamanho entre eles.

Além do fator estético, temos o funcional, já que pela diferença de tamanhos a mastigação fica comprometida e causa a sobrecarga dos outros dentes. Ademais, essa assimetria pode gerar dores.

E como os dentes de leite tendem a se soltar com o estímulo provocado pela mastigação, nem sempre eles conseguem atender à necessidade de um adolescente ou adulto. Nesse caso, os dentes podem amolecer e soltar por causa das mudanças no tipo de alimentação quando se chega à fase adulta.

Tratamentos adotados

Os tratamentos adotados para dentes de leite que não caem dependem da condição que está provocando a retenção prolongada. Afinal, como explicado, o dente pode não cair em função de vários fatores.

Se o paciente não possui os dentes permanentes para substituir os decíduos não se pode fazer muito, a não ser instruí-lo sobre como cuidar bem dos dentes de leite para evitar a perda. Mas isso dependerá se esses dentes estão cumprindo bem o seu papel.

Isso porque, se apenas um ou alguns dentes forem de leite e estiverem causando alguma complicação, então pode ser melhor extraí-los e substituir por implantes. Essa é uma decisão que deve ser tomada de forma consciente pelo dentista em conjunto com seu paciente.

Já no caso do dente que não cai, mas tem um sucessor, a extração é o mais indicado para dar espaço para o outro nascer. Se o permanente já tiver nascido, então, além da extração, são realizados tratamentos ortodônticos.

Mas essa é outra questão que varia em cada caso, já que, dependendo da posição em que o dente nasceu, os movimentos da língua e o crescimento ósseo e dos demais dentes estimulam que ele volte para o local ideal.

Por isso, cada caso deve ser analisado em suas particularidades para que o dentista possa definir qual é a melhor intervenção. Lembrando que não é recomendado adotar nenhuma medida caseira para que dentes de leite caiam. É sempre necessário conversar com um especialista.

Cuidados com os dentes de leite que não caíram

Para o adulto que possui todos os dentes ainda de leite, o cuidado deve ser o de garantir que esses dentes não caiam. Eles precisam receber atenção como os permanentes, ou talvez mais, já que tendem a ser mais frágeis por serem “provisórios”.

A boa higienização, aplicação de flúor e visitas regulares ao dentista são essenciais. Também é importante ter atenção com o tipo de alimento ingerido, para evitar forçar demais a arcada dentária e amolecer a raiz do dente.

Como vimos, os dentes de leite teimosos que não caem não caracterizam condição de risco para a saúde, porém, podem gerar complicações que exigiriam tratamentos. Então, o ideal é a atenção para a troca de dentes durante a infância e, caso note algo diferente nessa fase ou mesmo na vida adulta, consulte um dentista.

Tema interessante, não é? E temos muitos outros para lhe ajudar a cuidar melhor de seus dentes. Confira nossas publicações no Facebook e Instagram!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *