Limpeza da língua: você sabe como fazer e por que é importante?

Tempo de leitura: 7 minutos

A limpeza da língua faz parte da sua higiene bucal diária ou você tem focado somente em seus dentes? É preciso entender que, assim como o esmalte dentário, a superfície da língua também acumula restos de alimentos e, por isso, deve ser higienizada.

Essa etapa dos cuidados bucais é importante porque os restos depositados sobre a língua causam problemas, como o mau hálito. Porém, essa condição é apenas uma das muitas complicações que o acúmulo de sujeira na língua pode causar. Quando ela está mal higienizada, se torna o espaço ideal para a proliferação de bactérias.

Neste artigo, vamos explicar quais problemas isso acarreta para a saúde. Continue lendo e veja também como fazer a limpeza da língua do jeito certo!

Por que é preciso fazer a limpeza da língua?

Como você viu na introdução do artigo, a língua também acumula restos de alimentos, porque ela tem as papilas gustativas, estruturas individuais que podem armazenar resíduos nos pequenos espaços que há entre elas.

Esses resíduos não se desprendem sozinhos dali, e se acumulam cada vez mais. O alimento se decompõe, proliferam-se bactérias e elas atacam o esmalte dentário e outras partes da boca. Ou seja, as bactérias não precisam se proliferar necessariamente nos dentes para causar prejuízos a eles.

Além disso, como esses restos se acumulam continuamente, eles formam uma placa sobre a língua, de aspecto amarelado e textura pastosa, que compõe a saburra lingual. Ela é repleta de bactérias e ainda tem um odor ruim, por isso, provoca o mau hálito.

O intuito da limpeza da língua, assim como a dos dentes, é retirar esses resíduos e evitar que as bactérias se proliferem na boca. Afinal, não importa em qual parte da cavidade oral elas estão, sempre podem afetar os dentes e causar problemas bucais e para a saúde em geral.

Quais problemas são causados pela falta de higienização da língua?

Quando falamos sobre a boca, o conceito que muita gente tem é de que os transtornos que surgem ali afetam apenas os dentes ou gengivas. Porém, isso não é verdade, porque os problemas bucais podem desencadear outros, que afetam todo o corpo.

Veja, a seguir, alguns problemas que a falta de limpeza da língua pode acarretar para a boca e o organismo:

Endocardite bacteriana

Transtornos bucais de fato causam problemas cardíacos — isso não é um mito. A endocardite bacteriana é uma das complicações que vêm dos dentes e boca mal higienizados, o que está relacionado com as bactérias que se proliferam ali.

Elas se espalham pela corrente sanguínea e atingem o coração, alojando-se em seu interior, em especial nas válvulas cardíacas, provocando uma inflação. Ela se inicia de forma silenciosa, mas se agrava com o tempo, ocasionando complicações severas, incluindo infarto e óbito. 

Pneumonia

As causas da pneumonia são diversas, inclusive oriundas de bactérias que se proliferam na boca. Elas são aspiradas pelo indivíduo, e se a imunidade estiver baixa, quando chegam aos pulmões, se alojam e causam a doença.

De modo geral, essa aspiração já acontece, porém o corpo consegue se defender contra esses micro-organismos, seja por meio da tosse e do espirro ou fechando o canal para evitar que elas passem.

Mas quando a imunidade cai ou o indivíduo já tem problemas respiratórios, ele fica mais suscetível a desenvolver a pneumonia. Assim, o ideal é fazer a correta limpeza da língua e da boca sempre.

Gengivite

A gengivite é um problema bastante comum decorrente da higiene inadequada dos dentes, mas quando não limpamos a língua, ela também pode se manifestar. Isso porque, como dito, as bactérias presentes na língua afetam os demais tecidos da boca.

Assim, quando esses micro-organismos se proliferam, eles se alojam nas gengivas, causando inflamações. Esse tecido se torna dolorido e sensível e há sangramentos ao escovar os dentes ou ao morder alimentos duros. A gengivite começa silenciosamente e, aos poucos, evolui, afetando outras estruturas bucais.

Periodontite

Esse problema é uma complicação da gengivite, que surge quando ela não é tratada adequadamente. No começo, as bactérias afetam somente as gengivas, mas quando o quadro evolui, elas atingem o tecido ósseo e as camadas mais profundas.

Consequentemente, surgem infecções nos tecidos de sustentação dos dentes, que levam à sua perda e ocasiona a queda dos dentes, por eles não terem mais onde fixar a sua raiz. Aliás, a raiz também é afetada por infecções e inflamações decorrentes da higienização inadequada.

Porém, todos esses problemas podem ser evitados se a limpeza da língua for realizada da maneira certa. E, a seguir, você vai conferir um passo a passo de como ela deve ser feita.

Como fazer a limpeza da língua do jeito certo?

Para fazer a limpeza da língua é possível optar entre as cerdas da escova de dentes, o limpador de língua presente na cabeça de alguns modelos de escovas ou os raspadores. Todos esses produtos ajudam a remover resíduos, mas o mais eficaz é o raspador de língua.

Isso porque ele é anatômico e consegue retirar os resíduos de toda a superfície sem agredir os tecidos. Também é fácil de manusear e não provoca ânsia de vômito, sendo mais recomendado para realizar uma limpeza completa.

De toda forma, mesmo que você não tenha o raspador e/ou prefira usar outros itens, o importante é não deixar de higienizar a língua também. Para fazer isso do jeito certo, veja como proceder:

  1. faça a higienização da boca e dos dentes;
  2. posicione-se em frente a um espelho e garanta boa iluminação;
  3. coloque a língua para fora da boca;
  4. faça movimentos de trás para frente, puxando os resíduos delicadamente até a ponta da língua;
  5. elimine esses resíduos e jamais os engula;
  6. repita o movimento até que a língua esteja totalmente livre de sujeira, sempre eliminando os resíduos retirados;
  7. enxágue muito bem a boca para eliminar o restante dos resíduos que possam ter sobrado;
  8. opcionalmente, finalize com um enxaguante bucal para prolongar o hálito fresco.

Um fator importante na hora de fazer a limpeza da língua é nunca engolir a sujeira que se retira dela. Afinal, ela contém bactérias, que vão se alojar no organismo se forem ingeridas. Por isso, é essencial eliminar os resíduos a cada passada da escova ou do limpador.

É comum que as pessoas realizem movimentos de “vai e vem” com a escova de dente, esfregando as cerdas sobre a língua, o que não é recomendado. Isso porque, ao empurrar a escova para dentro, também empurramos a sujeira, que pode descer pela garganta e ser engolida.

O ideal é sempre trazer para fora da boca e nunca empurrar para mais fundo. Além disso, é essencial estar atento à força exercida na limpeza da língua. Ela é um órgão delicado, que se fere com facilidade. Portanto, sempre faça movimentos suaves para não causar atrito demais.

A limpeza da língua é mecânica, então, apenas enxaguar a boca e fazer bochechos não basta. Esse hábito deve ser constante na higienização bucal, para evitar todos os problemas que citamos e ainda outras complicações.

Então, não deixe de fazer a limpeza da língua sempre que escovar os seus dentes, já que tudo aquilo que comemos deixa restos sobre ela. Assim, você evitará que as bactérias se proliferem e acabem migrando para outras partes da boca e do seu corpo. Além disso, seu hálito ficará mais fresco e agradável, garantindo o seu bem-estar.

A higienização da boca somente é bem-feita quando utilizamos os produtos certos. Por isso, veja, neste post, 6 produtos voltados para a higiene oral que ajudam a prevenir doenças bucais!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *