Existe uma cor ideal para os dentes?

Tempo de leitura: 7 minutos

Você já deve ter notado que algumas pessoas têm dentes mais brancos, outras têm o sorriso amarelado e ainda outras parecem ter o sorriso acinzentado, certo? E essas diferenças na cor dos dentes muitas vezes são associadas com maus hábitos ou a falta de cuidados.

No entanto, você sabia que a cor natural dos dentes humanos pode realmente variar dessa maneira? Ou seja, nem sempre dentes com tonalidades escuras significam que estejam maltratados, apenas estão em sua cor natural.

Neste artigo vamos tratar desse tema e você descobrirá se existe uma cor ideal para a dentição. Também vamos falar sobre como ter dentes mais brancos a fim de obter uma melhor estética do sorriso.

Qual deve ser a cor dos dentes?

Como dissemos logo no começo do post, a tonalidade da dentição humana varia muito para cada pessoa. Naturalmente, a cor dos dentes pode ser classificada em uma escala que é muito utilizada pelos dentistas, especialmente para determinar como realizar procedimentos, como o clareamento e a colocação de facetas e lentes dentárias.

Essa escala de cores apresenta quatro variações, que são:

  • A: marrom avermelhado;
  • B: amarelo avermelhado;
  • C: acinzentado;
  • D: cinza avermelhado.

Note que não existe a cor branca na tabela. E sabe por quê? Porque dentes humanos, na verdade, não são brancos. Esse tom somente é alcançado com tratamentos para branquear o esmalte.

É claro que encontramos tons naturalmente bastante próximos do branco, porém, aquele sorriso de celebridade, bem branquinho, não é natural. Portanto, as pessoas precisam tomar muito cuidado ao fazer um tratamento a fim de clarear os dentes, e também na hora de colocar facetas.

Isso porque a escolha da cor dos dentes, para quem deseja um sorriso natural, deve seguir alguns critérios, como a idade da pessoa, sua nacionalidade, o tom de pele, o tom natural da dentição, entre outros que o especialista julgar relevantes.

Embora seja natural essa diferença de cor, é preciso ficar atento, porque nem sempre dentes escurecidos ou amarelados significam uma tendência natural. Isso pode ser indício de que algo está errado com a saúde orgânica ou bucal.

O que pode causar variação na coloração?

Muita gente acredita que apenas os maus hábitos e a higienização incorreta ou insuficiente dos dentes podem causar alterações na cor. No entanto, existem outros fatores que também provocam a variação de tonalidade no esmalte.

O uso do tabaco é um dos principais fatores que ocasionam o amarelamento dos dentes. Porém, o consumo de alimentos com corantes, naturais ou artificiais, também provoca manchas. Entre esses alimentos estão:

  • café;
  • vinho;
  • suco de uva;
  • açaí;
  • molho de soja;
  • refrigerante;
  • beterraba;
  • mirtilo;
  • ketchup;
  • chá.

Outro fator que é capaz de provocar manchas nos dentes, mas nesse caso de cor esbranquiçada, é a deficiência de vitamina D. Essa carência causa o problema denominando hipoplasia do esmalte, que pode se manifestar também como erosões.

O uso de medicamentos, como antibióticos compostos por tetraciclina, pode causar o escurecimento do esmalte. Substâncias anti-hipertensivas, os anti-histamínicos e antipsicóticos também causam esse mesmo problema.

A variação na cor dos dentes ainda pode acontecer em função do avanço da idade. Isso porque, conforme ficamos mais velhos, os dentes tendem a se tornar mais amarelos por causa do seu desgaste natural e o envelhecimento das células.

Problemas com a saúde bucal também podem causar o escurecimento dos dentes, ou de apenas um deles, como nos casos de necrose da polpa. O dente ainda pode sofrer hemorragias ou a mortificação pulpar — quando a polpa ou nervo acaba morrendo.

Portanto, se a cor dos dentes começar a se apresentar diferente é importante buscar por ajuda especializada. Porque a única mudança natural que pode ocorrer é o seu amarelamento gradativo em função da idade.

O que fazer para ter dentes mais brancos?

Um sorriso branco interfere positivamente na imagem da pessoa, também transmite a ideia de dentes mais saudáveis e bem-cuidados. Por isso, todo mundo deseja ter esse tom claro para o esmalte, e é possível alcançá-lo com medidas como:

Higienização correta

A boa higienização dos dentes é o primeiro passo para manter o seu tom natural e ficar livre de manchas provocadas pela alimentação. A escovação deve ser feita com uma escova de cerdas macias e creme dental com flúor, pelo menos duas vezes ao dia. Não se esqueça de usar o fio dental diariamente, higienizar a língua e finalizar com um enxaguante bucal sem álcool.

Controle da alimentação

Evitar os alimentos ricos em corante também é importante para ter dentes mais brancos. Isso porque os pigmentos podem penetrar no esmalte, que é ligeiramente poroso, e acabarem formando as manchas.

Mas mesmo consumindo esses alimentos você pode se prevenir de problemas estéticos fazendo a correta higienização após a ingestão. Quando não for possível, pelo menos deve-se fazer bochechos com água para eliminar os resíduos.

Abandono dos maus hábitos

Como dito, o uso de tabaco causa amarelamento nos dentes e, por isso, ele deve ser evitado por quem deseja um sorriso branco. Mas as bebidas alcoólicas também contribuem para esse processo de escurecimento.

Isso porque elas podem provocar, assim como os refrigerantes, a corrosão gradativa do esmalte dentário. Com isso, ele fica mais poroso, e as substâncias pigmentosas acabam se fixando ainda mais nos dentes.

Uso de facetas dentárias

As facetas são próteses em formato de concha que seguem a anatomia dos dentes e são coladas sobre eles. O intuito desse procedimento é cobrir o esmalte dentário para corrigir problemas, como dentes escurecidos, desalinhados, trincados, desgastados, com espaçamento anormal, entre outros.

Elas são muito procuradas por celebridades que desejam uma solução rápida e definitiva para melhorar o sorriso. É possível obter tons mais claros com esse tratamento, já que ele esconde os dentes naturais e as facetas estão disponíveis em todas as cores da escala de tons.

Clareamento dentário

O clareamento dentário também é um tratamento muito procurado por quem deseja a cor dos dentes bem próxima do branco total. Esse procedimento pode ser feito em consultório ou em casa, com o uso de moldeira e gel, sob acompanhamento.

Porém, o clareamento nem sempre consegue atingir os resultados que o paciente deseja, já que o alcance de tons varia para cada caso e em função do que ocasionou o escurecimento dos dentes.

Quem deseja um sorriso mais branco adotando as facetas ou o clareamento precisa ter o cuidado de escolher bons profissionais para tratar do seu caso. Isso é essencial a fim de alcançar um tom natural para o esmalte.

Afinal, a cor dos dentes impacta muito na imagem e, por isso, ela precisa estar em equilíbrio com o rosto, tom de pele e também com os demais dentes, quando no caso de a correção ser feita apenas em um.

Assim, a cor dos dentes humanos pode variar bastante, indo desde aqueles mais claros até mesmo aos tons avermelhados e acinzentados. Mas para quem deseja a tonalidade próxima ao branco, basta adotar tratamentos para isso e manter os cuidados adequados a fim de evitar manchas e escurecimento do esmalte, além de problemas bucais.

Quer mais dicar de como cuidar dos seus dentes para ter um sorriso mais bonito? Assine a nossa newsletter!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *