Está com sensibilidade nos dentes? Veja o que causa e saiba como tratar

Tempo de leitura: 6 minutos

Quem sofre de sensibilidade nos dentes sabe como pode ser difícil tomar aquele sorvete ou açaí bem gelado em um dia muito quente, ou um simples cafezinho logo pela manhã. Um momento que era para ser prazeroso, acaba se tornando um martírio.

Esse é um problema muito comum e ocorre em indivíduos de todas as idades. E ele não acaba sozinho, por isso, não adianta ficar esperando que o incômodo passe com o tempo. Isso não vai acontecer, portanto é preciso buscar a ajuda de um profissional.

Mas você já parou para pensar sobre quais são as causas dessa situação? Muitas pessoas que procuram tratamento para hipersensibilidade dentária se preocupam em resolver o contratempo, mas dificilmente se perguntam qual é a sua origem.

Saber de onde vem a sensibilidade é importante para que o dentista faça a intervenção correta e o paciente mude os hábitos que geram essa dor desagradável. 

No post de hoje, vamos falar sobre as causas, os tratamentos e as formas de prevenção desse problema. 

O que é a sensibilidade nos dentes?

A hipersensibilidade dentinária ou sensibilidade nos dentes, como é popularmente conhecida, se caracteriza por uma dor aguda e de curta duração, que ocorre quando ingerimos alimentos muito quentes ou gelados. 

Muitas vezes, a dor também é sentida com a passagem de ar pelo boca, enquanto falamos.

Agora, vejamos quais são as circunstâncias que acarretam nesse problema.

Quais são as causas desse problema?

A sensibilidade é ocasionada pelo desgaste do esmalte dos dentes, o que leva à exposição da dentina (a parte mais interna deles). É nela que se encontram as terminações nervosas e os fluidos.

Quando a dentina está exposta, há uma movimentação rápida dos fluidos, fazendo com que as terminações nervosas reajam provocando a dor. Os motivos para essa exposição são:

  • escovação muito agressiva: usar uma escova de cerdas duras, ou aplicar muita força na escovação, pode causar danos ao esmalte e retração gengival (o que expõe ainda mais a dentina);
  • gengivite: doenças na gengiva fazem com que ela se descole do dente, deixando a parte sem esmalte exposta;
  • bruxismo: o ato de ranger os dentes causa desgaste no esmalte, provocando a sensibilidade;
  • cremes dentais abrasivos: há no mercado diversos cremes dentais que prometem clarear os dentes. O uso frequente desses produtos causam o desgaste do esmalte, gerando a hipersensibilidade;
  • consumo de alimentos ácidos: bebidas e alimentos muito ácidos, além do consumo excessivo de açúcar, podem causar erosão no esmalte dentário. Alguns exemplos desses itens: refrigerante, frutas cítricas, tomate, vinagre, vinho, queijo envelhecido;
  • tratamentos odontológicos: restaurações quebradas ou infiltradas também contribuem com o problema. Isso porque quando uma peça estraga, o dente afetado fica sensível, pois sua dentina fica exposta;
  • uso de piercing na boca: esse acessório é moda entre os jovens, mas é capaz de gerar sensibilidade. Isso acontece porque o contato do piercing com o dente pode provocar a quebra ou desgaste do esmalte;
  • dentes lascados ou fraturados: quando um dente quebra ou sofre uma fratura, sua dentina fica exposta, causando dor ao paciente.

Quais são as opções de tratamento?

Conforme mostramos, os fatores que podem causar a sensibilidade nos dentes são diversos e cada um demanda uma intervenção diferenciada. Portanto, se você está sofrendo com esse problema, deve procurar seu dentista o mais rápido possível.

Por meio de um diagnóstico preciso, o profissional será capaz de identificar as causas e indicar o tratamento mais adequado. Veja as técnicas utilizadas para diminuir ou eliminar a sensibilidade dental:

Uso de cremes dentais específicas

Essa forma de tratamento é bastante difundia pelos dentistas, pois, além de ser eficaz, tem um baixo custo para os pacientes. Os principais produtos indicados são à base de acetato de estrôncio e de arginina.

Geralmente, os efeitos do procedimento baseado nesses produtos duram no máximo 4 semanas. Dependendo do grau de sensibilidade, a melhora pode ser imediata. Porém, em casos mais acentuados, os resultados podem demorar mais.

Aplicação de flúor

flúor atua ativamente na cavidade oral selando a dentina e impedindo o contato entre as fibras nervosas e os estímulos físicos ou mecânicos que provocam a sensibilidade dental.

A aplicação dessa substância geralmente é feita pelo profissional no consultório. Entretanto, dependendo do caso, ele pode recomendar que o paciente use produtos à base de flúor em sua rotina diária.

Cirurgia na gengiva

Quando a sensibilidade nos dentes é causada por retração gengival, a cirurgia é a solução mais efetiva. Isso porque o procedimento vai cobrir a raiz exposta, acabando de vez com aquela dor desagradável.

Restaurações

As restaurações com resina criam uma barreira física e térmica, que isola a dentina visível. Elas são indicadas para resolver problemas de sensibilidade causados por fraturas nos dentes, questões genéticas ou ação de ácidos.

Laser terapêutico

O laser também é um excelente aliado no combate à sensibilidade nos dentes. Ele age como um “sedativo” para a dor nas fibras nervosas e os efeitos são eficientes e imediados. Vale ressaltar que essa opção é indicada apenas para os casos mais simples (como o desconforto ao ingerir alimentos gelados ou quentes).

Tratamento de canal

Quando o problema de sensibilidade é devido à escovação agressiva (que causa uma retração gengival muito extensa e profunda), o canal é o tratamento mais indicado. Esse é o último recurso e é indicado apenas quando as outras opções não forem eficientes para resolver a situação.

Como evitar que os dentes fiquem sensíveis?

A sensibilidade pode aparecer em diversas fases da nossa vida e, inclusive, pode ser passageira (como quando nos submetemos a um clareamento dental ou ingerimos um alimento muito gelado).

Porém, ela pode se tornar um incômodo constante caso você não tome as devidas precauções. Muitas vezes o problema é causado por maus hábitos. Como já citamos, existem alguns cuidados que devem ser tomados para evitar essa situação:

  • use escovas de cerdas macias e escove os dentes delicadamente;
  • evite bebidas e alimentos muito ácidos;
  • não use cremes dentais abrasivos;
  • não use cremes clareadores sem indicação e acompanhamento de um profissional;
  • escove os dentes no mínimo três vezes por dia;
  • visite seu dentista regularmente.

Viu como atitudes simples podem evitar que você sofra com a sensibilidade nos dentes? Caso você já tenha o problema, marque uma consulta com seu dentista o mais rápido possível! Ele será capaz de indicar o melhor tratamento para o seu caso.

Quer mais informações sobre saúde bucal e procedimentos odontológicos? Assine a nossa newsletter e receba informativos diretamente em seu e-mail!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *