Descubra as principais causas da perda de dentes e como prevenir

Tempo de leitura: 4 minutos

Muitas pessoas acreditam que, conforme a idade avança, perder os dentes é algo natural — mas isso não é verdade. O envelhecimento não é uma causa natural para a perda de dentes, mas sim problemas com a higiene e a saúde oral.

Quer manter o seu sorriso sempre bonito e saudável? Então confira algumas dicas!

Perda de dentes: quais são os principais motivos?

Periodontite

É uma inflamação da gengiva, dos ligamentos e dos ossos que dão suporte aos dentes. Normalmente se inicia com um quadro mais leve, chamado de gengivite, que deixa a gengiva avermelhada pode causar sangramento durante a escovação. Se não tratado corretamente, o quadro pode evoluir, amolecendo os dentes e levando à queda.

O principal causador da periodontite é a placa bacteriana. Quando ela não é removida com a escovação e com o do fio dental, passa a se acumular sobre o dente, formando o tártaro. Com o tempo, a região começa a ficar inflamada, formando uma “bolsa” de pus entre os dentes e as gengivas.

Além da má escovação, outros fatores de risco são: predisposição genética, diabetes descontrolado, fumo, idade avançada, problemas de saúde que levam à queda da imunidade (como leucemia ou HIV), uso de determinados medicamentos, má nutrição, alterações hormonais, abuso de álcool e até o estresse.

Os principais sintomas da periodontite são gengivas avermelhadas e que sangram com facilidade, mau hálito, gengivas inchadas ou sensíveis e dentes soltos.

Cárie

A cárie também é causada por bactérias que produzem ácidos capazes de corroer o dente, levando à formação de cavidades. Você pode sofrer com o problema por meses sem notar nenhum sintoma, pois a dor aparece somente quando essa “escavação” atinge a polpa do dente.

Assim como a periodontite, a cárie também é causada pela má escovação, além de hábitos alimentares que envolvem muito açúcar e amido. A visita regular ao dentista ajuda a evitar que o problema se torne grave e leve à perda do dente, já que o profissional consegue identificar a situação antes que você comece a sentir os primeiros sintomas.

Se a cárie não for tratada, as bactérias conseguem chegar até a segunda camada do dente, fazendo com que a inflamação se espalhe rapidamente até a raiz. Para evitar a perda do dente nesses casos, é necessário realizar um tratamento de canal.

Bruxismo

Consiste no ato involuntário de ranger os dentes. A força da mordida varia entre 150 a 340 kg, e a partir desse hábito constante o paciente pode desenvolver problemas como fraturas e desgaste dos dentes, dor, fadiga muscular, problemas periodontais e dores de cabeça, além da possível perda de dentes.

A situação pode ser primária (sem causa conhecida) ou secundária (causada por distúrbios neurológicos e psiquiátricos ou pelo uso de medicamentos). Os principais sinais de bruxismo são dor muscular na face, redução da capacidade de bocejar, dores de cabeça frequentes e músculos da face hipertrofiados.

Como evitar a perda dentária?

Além dos quadros citados acima, existem outras condições que favorecem a perda dos dentes. Entre as principais, destacam-se:

  • doenças sistêmicas (diabetes, doença de Crohn, síndrome de Down e AIDS): predispõem o paciente à periodontite;
  • aparelho ortodôntico: favorece o acúmulo de placa bacteriana, por isso o cuidado com a higiene bucal deve ser redobrado;
  • genética: é o caso da anodontia, uma doença que afeta um ou mais dentes. Em alguns casos, o paciente pode apresentar o dente de leite, mas não ter o sucessor permanente;
  • mau posicionamento dos dentes: dificulta a higienização, além de causar contatos prematuros, sobrecarregando determinados dentes.

Como você viu, a maior parte dos problemas é causada pela má higienização oral. Por isso, a principal maneira de evitar a perda dentária é escovando os dentes após todas as refeições e usando o fio dental regularmente. Não deixe também de visitar o seu dentista a cada 6 meses ou sempre que sentir dor ou desconforto.

Se o problema já se instalou e você precisou fazer a extração de um dente, converse com seu dentista para saber sobre a possibilidade de uso de implantes ou próteses.

Gostou de saber mais sobre a perda de dentes e quer receber outras dicas de saúde bucal? Acesse o nosso instagram @vital_implantes

Sobre Dr Pedro Henrique

Dentista avaliador e responsável técnico da Vital Implantes Unidade Goiânia
CRO GO: 12179
Graduado em 2011 pela FOUSP ( Faculdade de Odontologia Universidade de São Paulo)
Especialista em Ortodontia pela FUNORTE (2017)
- Atualização em implantes HC-SP (2011)
- Curso de relacionamento interpessoal dale carning (2017)
- Curso de PNL dale carning

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *