Descubra as causas de dentes trincados e saiba como se tratar

Tempo de leitura: 6 minutos

Na atualidade, cada vez mais pacientes procuram o dentista com uma queixa em comum: dentes trincados. Isso acontece mesmo com quem não sofreu acidentes que resultam em traumas na boca.

Quando esse problema não é tratado no consultório odontológico, ele pode causar complicações que levam à perda dentária.

Saiba agora quais fatores estão relacionados com o aparecimento de dentes trincados e como são feitos o tratamento e a prevenção dessa disfunção de saúde bucal.

O que são dentes trincados e por que esse problema ocorre?

Quando um dente apresenta uma rachadura tão pequena que é impossível identificá-la nas radiografias ele é chamado de trincado.

Trata-se de um problema de saúde bucal que aparece com maior frequência nos molares, mesmo quando o paciente não passou por acidentes que poderiam ter causado traumas na região da boca.

Dessa forma, não existe uma causa única para que ocorram episódios de um ou mais dentes trincados. Trata-se de um problema gerado por fatores diversos, tais como:

  • o bruxismo, que é o hábito de ranger ou apertar os dentes involuntariamente durante o sono e também ao longo do dia;
  • a mania de mastigar gelo ou de morder canetas e outros objetos duros;
  • a má oclusão, que leva ao aumento da pressão sobre uma determinada região da arcada dentária durante a mastigação;
  • a realização de restaurações muito extensas ou de tratamentos de canal.

Normalmente, as queixas que levam uma pessoa que tem um dente trincado a procurar o consultório odontológico são a dor e a sensibilidade excessiva ao consumir alimentos muito quentes ou muito frios.

Por se tratar de um problema que pode permanecer oculto por muito tempo, é preciso iniciar a intervenção adequada tão logo o dentista chegue à conclusão sobre a existência de rachaduras ou trincas nos dentes.

Como é feito o tratamento de um dente trincado?

O tratamento dependerá da extensão dos danos identificados pelo dentista durante a consulta, depois de analisar as radiografias e demais exames solicitados.

Nos casos mais simples, é possível usar um adesivo dental, sobretudo quando os dentes trincados são frontais. Seu custo é baixo e sua colocação requer poucas idas ao consultório odontológico.

Trata-se de uma mistura de resina na mesma cor dos dentes do paciente que é usada a fim de preencher a rachadura identificada.

Quando o dano é mais extenso ou está localizado nos molares — que são submetidos a mais pressão durante a mastigação — é preciso recorrer a outros métodos de tratamento.

Quais são as opções nos casos mais graves?

O dentista pode optar pela realização de restaurações, assentamentos de coroa ou tratamentos de canal, dependendo da localização da rachadura e do quanto ela compromete a estrutura do dente.

Nos casos mais graves, pode ser necessário fazer a extração do dente trincado, seguida da realização de um implante dentário, a fim de evitar que haja perda óssea e que toda a arcada fique comprometida.

Atualmente, existem técnicas cada vez mais modernas e seguras para realização do implante, trazendo mais conforto aos pacientes e evitando que a ausência dos dentes comprometa a estrutura óssea da boca.

De fato, a perda óssea é um dos problemas de saúde bucal mais graves, e pode ocorrer tanto nos casos de dentes trincados que não são tratados quanto na evolução dos quadros de doença periodontal avançada.

Por que é preciso evitar as complicações de um dente trincado?

Além da perda óssea e dos danos à sustentação dos dentes vizinhos, existem algumas complicações mais simples decorrentes de um trincamento, as quais também devem ser evitadas durante o tratamento.

Muitas vezes, os dentes trincados chegam a quebrar, causando a formação de superfícies irregulares que ferem a gengiva e podem causar danos na polpa — a substância interna deles.

Tudo isso compromete a saúde bucal dos pacientes, prejudicando a realização das mais simples atividades da vida cotidiana (como fazer uma refeição ou efetuar as tarefas no trabalho).

Seja qual for a necessidade de cada paciente, o dentista saberá encontrar a melhor opção de tratamento para os dentes trincados, promovendo a saúde bucal como um todo.

Além de conduzir todas as etapas essenciais para de recuperar o seu sorriso, você receberá as orientações fundamentais a fim de impedir que o distúrbio ocorra novamente.

O que fazer para evitar o problema?

O primeiro cuidado necessário a fim de evitar que você tenha problemas com dentes trincados é visitar o seu dentista, pelo menos a cada seis meses.

Nas consultas de rotina, além de verificar as condições de toda a dentição e de localizar possíveis rachaduras, ele fará a limpeza bucal profissional — essencial para combater a cárie, o tártaro e a gengivite.

Caso você sofra com o bruxismo, as visitas ao consultório odontológico são ainda mais importantes, uma vez que essa condição é uma das principais causas de dentes trincados.

O seu dentista providenciará uma placa similar às de clareamento dos dentes, que deverá ser usada durante a noite ou, até mesmo, ao longo do dia.

O mesmo estresse que ocasiona o bruxismo pode estar por trás da mania que algumas pessoas têm de morder tampas de canetas e outros objetos duros, afetando a saúde dos dentes.

Diante de uma rotina agitada, fica cada vez mais difícil controlar a ansiedade. Nesses casos, é importante fazer pequenas mudanças na rotina e adotar um estilo de vida mais saudável.

A fim de reduzir os níveis de estresse, cultivar hobbies variados, frequentar sessões de psicoterapia e praticar atividades físicas são algumas opções bastante válidas.

Agora que chegamos ao final do nosso artigo, você já sabe quais são as causas de dentes trincados e o que deve ser feito para evitar esse problema.

Para cuidar bem dos seus dentes, lembre-se de visitar o seu dentista de forma regular e de realizar a higiene bucal de maneira adequada todos os dias, caprichando na escovação e no uso do fio dental.

Quer conferir mais dicas para evitar os dentes trincados e outros problemas que podem comprometer a harmonia do seu sorriso? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos especializados em saúde bucal!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *