Como enfrentar o medo de dentista em 7 passos

Tempo de leitura: 5 minutos

Com certeza você conhece alguém que tem medo de dentista (odontofobia), não é mesmo? Esse é um problema comum que afeta pessoas de todas as idades, e que tem causas diversas. Mas essa insegurança não é inofensiva e é capaz de ser muito prejudicial à saúde bucal.

Entre os muitos estudos sobre a Odontofobia destacamos um realizado pelo Instituto de Saúde Bucal do King’s College London, em que 130 pessoas foram analisadas (homens e mulheres) e o resultado mostrou o quão expressivo é esse medo.

Foi constatado que 75% das pessoas que participaram da pesquisa têm um medo exacerbado de dentista, com base na Escala de Ansiedade Odontológica (MDAS), parâmetro utilizado para medir o grau de medo — acima de 15 pontos o caso é considerado como fobia.

No entanto, é possível combater o medo para manter a saúde bucal sempre em dia. Para isso, é preciso saber como se sentir confiante, e não ameaçado pelas consultas odontológicas. Continue lendo este artigo e confira como vencer esse problema para encarar o dentista com mais tranquilidade!

1. Descubra a origem do seu medo

Uma das melhores maneiras de vencer um medo é sabendo o que o causa. Portanto, procure dentro de si o motivo de você ter medo de ir ao dentista — é por causa da dor, das agulhas, de traumas ou algo mais?

Quando você descobrir por que sente medo será possível analisar a situação e refletir com mais ponderação. É uma forma de lidar com suas inseguranças, observando cada uma delas por um outro ângulo, que permita desvincular a consulta ao dentista com sensações negativas.

2. Trace uma meta pessoal e foque em atingi-la

Outra forma de vencer o medo de dentista é traçar uma meta pessoal e esforçar-se para atingi-la. Por exemplo, se você tem dentes tortos, pode ter como meta alinhar seu sorriso — mas para isso precisa da ajuda de um profissional.

Ele será, então, um parceiro para alcançar aquilo que você deseja, e sua determinação em mudar a aparência do seu sorriso vai possibilitar que o medo seja vencido, porque as consultas resultarão em algo positivo.

3. Escolha um profissional de confiança

Uma relação de confiança com o dentista também reduz muito o medo de comparecer às consultas. Isso acontece porque você não se sentirá acuado ou vulnerável, pois saberá que o profissional é de confiança e fará o que for preciso para que você esteja bem e saia do atendimento satisfeito.

Para consultar-se com um bom profissional, peça a indicação de parentes e amigos, informe-se sobre a capacitação do especialista, suas referências e visite o consultório. Se possível, converse antes com ele ou agende um horário apenas para conhecê-lo e falar sobre suas inseguranças. Ele com certeza entenderá suas questões e ajudará você a se sentir mais calmo.

4. Leve um acompanhante com você

Levar uma pessoa de sua confiança junto no dia da consulta também pode ajudar você a se sentir menos inseguro na cadeira do dentista. Um rosto conhecido por ali trará conforto e tranquilidade.

Por isso, peça autorização para seu dentista para que um amigo, seu cônjuge, filho, mãe ou outra pessoa o acompanhe à consulta. Se não houver nenhum empecilho, o profissional permitirá e você ficará bem mais calmo.

5. Use técnicas de relaxamento

Você pode usar técnicas de relaxamento para combater a ansiedade antes de sair de casa ou enquanto espera ser chamado. Controlar a respiração é uma maneira muito eficaz de fazer isso, além de pode ser feito em qualquer lugar.

Procure respirar devagar e profundamente, prestando atenção apenas na respiração. Isso vai ajudar a reduzir a frequência cardíaca e aliviará o estresse. Fazer alongamentos também é uma prática bem-vinda, porque relaxa e descontrai a musculatura, que fica tensa por causa do nervosismo.

6. Peça ao dentista para ouvir música durante a consulta

A música sempre ajuda a relaxar e aliviar o estresse. Peça ao seu dentista para colocar uma música tranquila durante a consulta ou pergunte se ele permite que você faça isso usando um reprodutor ou o seu celular para ouvir algo que lhe acalme.

A música vai preencher o silêncio e distrair sua mente enquanto o dentista cuida da sua saúde bucal. Isso também vai ajudar o seu cérebro a associar a consulta ao bem-estar que esses sons causam, combatendo o medo.

7. Foque nas vantagens de fazer tratamentos odontológicos

E, por fim, mais uma forma de perder o medo de dentista ou de, pelo menos, ser capaz de controlá-lo, é focar nos benefícios que a consulta e os tratamentos odontológicos trazem. Não se esqueça de que a prevenção é a forma mais eficaz de evitar tratamentos extensos e complexos.

Lembra do estudo que citamos logo no começo deste artigo? Das pessoas entrevistadas, 94% disseram que, por causa do medo de dentista, sofreram perdas para a saúde bucal. Ou seja, esse é um problema que requer atenção para não impactar na qualidade de vida.

E ainda temos a questão da autoestima, que é comprometida quando a aparência não está como o esperado — e boa parte dela depende de dentes bonitos e saudáveis. Ir ao dentista permite que você conquiste isso, portanto, é algo positivo, certo?

O medo frequentemente tem base em experiências traumatizantes do passado, então a pessoa deixa de ir ao dentista porque não quer passar por essa situação outra vez. Mas quando um acompanhamento com o profissional é feito, associado aos cuidados com a higienização, a boca se mantém saudável e não é preciso tratar nada grave.

Portanto, se você tem medo de dentista ou conhece alguém que tenha, esteja consciente de como isso é capaz de interferir na saúde dos dentes e tecidos bucais. Se não for possível superar o medo sozinho, é interessante buscar suporte psicológico, porque a saúde orgânica também depende da saúde bucal.

Gostou das dicas? Então, curta a nossa página no Facebook e siga o nosso perfil no Instragram para ficar por dentro de outros conteúdos que vão ajudar você a cuidar da sua saúde bucal!

Sobre Dr. Francisco

Dr. Francisco de Oliveira Castro
Dentista avaliador na clínica Vital Implantes.
CRO-DF 9447
Graduado em 1997 pela FELA-INCA/UEMG;
Pós-graduando em Implantodontia na EAP-ABO de Campo Belo - MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *