6 feridas e infecções bucais para você ter mais atenção

Tempo de leitura: 6 minutos

Quem nunca teve um machucado na boca? Aquela afta que incomoda e arde ou uma bolhinha que fica sempre nos lembrando que está ali. As feridas bucais são comuns e têm diversas origens, assim como as infecções bucais, mas é sempre importante estar atento para evitar que se tornem problemas mais complexos e graves.

Algumas feridas causam bastante desconforto, outras nem tanto, e podemos até esquecer que ela está ali. De toda forma, é preciso controlar a evolução do problema, porque se uma dessas lesões persistir por mais de 10 dias é essencial procurar um especialista.

Isso porque a causa da ferida talvez seja algo simples, mas ela também pode ser um sintoma de algo mais sério, como o câncer de boca. Esses problemas podem ser causados por bactérias, fungos, vírus, dente quebrado, restauração mal polida, prótese mal-encaixada e outros.

Por isso, listamos neste artigo algumas feridas e infecções bucais para que você conheça um pouco mais sobre esses problemas e fique atento à sua saúde. Acompanhe!

1. Abscesso dentário

O abscesso é uma das infecções bucais que precisam de sua atenção, porque é capaz de trazer problemas sérios. Ele acontece quando uma bactéria afeta o nervo do dente e os vasos sanguíneos, e pode se espalhar pela raiz e provocar acúmulo de pus.

O abscesso dentário pode provocar sintomas como:

O tratamento de canal é uma opção para curar o abscesso, mas, em alguns casos, pode não ser possível salvar o dente, que precisa ser extraído. O uso de antibióticos também é feito a fim de controlar a infecção.

Um abscesso, quando não cuidado de forma adequada, pode levar a complicações, como a já citada perda do dente, mas também à extensão da infecção para outras partes da boca. Em casos raros, pode se tornar até mesmo um abcesso cerebral.

2. Afta

São feridas bucais muito comuns, que se manifestam como um pequeno ponto banco ou amarelo com as bordas avermelhadas. Elas podem se desenvolver na parte interna das bochechas e dos lábios, na gengiva, na língua ou na garganta.

Sua causa exata ainda não é muito certa, mas acredita-se que elas possam se originar de outras lesões ou traumas no tecido afetado. Também é possível que apareçam devido à sensibilidade a alguns alimentos ácidos, picantes ou salgados, pelo estresse, por alguma alteração hormonal e pela deficiência de vitamina B.

As aftas não são contagiosas e, embora incomodem e sejam doloridas, elas não causam grandes problemas quando se manifestam de forma simples. Porém, é preciso estar atento caso essas feridas bucais sejam profundas ou em grande número, pois, nesses casos, elas demandam mais cuidados.

O tratamento varia segundo o grau do problema, mas geralmente é feito a partir da aplicação de soluções ou de bochechos para cicatrizar a ferida. Alguns medicamentos favorecem a cicatrização, mas precisam ser receitados pelo especialista.

3. Candidíase

A candidíase também está entre as infecções bucais que são comuns de se manifestarem em pessoas de todas as idades. Ela é popularmente conhecida como “sapinho” e é provocada pelo crescimento excessivo de fungos na boca ou na garganta. Essa infecção se caracteriza por sintomas como:

  • manchas brancas na língua ou na boca;
  • rachaduras no canto da boca;
  • dor de garganta;
  • dificuldade para engolir.

Geralmente, ela se desenvolve em função de uma queda da imunidade, sendo que o uso de certos antibióticos aumenta as chances de o problema se manifestar. As terapias com esteroides e o tratamento do câncer também são fatores que influenciam no surgimento dessa infecção.

O tratamento da candidíase bucal é simples, por se tratar de uma infecção benigna. A aplicação de antifúngicos é suficiente para curar o problema. Porém, se não cuidada, ela pode se estender para o esôfago e dificultar a deglutição. Em casos raros, espalha-se pelo sangue e atinge outros órgãos.

4. Herpes labial

O herpes labial se manifesta como feridas bucais que se aglomeram fora da boca formando crostas. Elas são avermelhadas, se localizam ao redor dos lábios e podem aparecer também sob o queixo e o nariz.

As feridas são altamente contagiosas e podem estourar, liberando fluidos que são capazes de espalhar o problema para outras regiões. Ele é provocado pelo vírus do herpes simples, o HSV-1.

Antes da erupção das feridas, é possível sentir coceira, queimação e sensibilidade no local. O problema também pode causar dor de garganta e febre. O herpes não tem cura definitiva e se manifesta outras vezes quando o indivíduo estiver estressado, tiver febre, em período menstrual ou se expor ao sol.

Medicamentos antivirais são utilizados para tratar os sintomas e as bolhas, mas o vírus se mantém latente e, como dito, volta a se manifestar. Quando não controlado, o herpes se espalha para outras partes do corpo, pode provocar infecções secundárias ou generalizadas e, ainda, levar à cegueira se atingir os olhos.

5. Leucoplasia

Esse problema se caracteriza como uma lesão, que geralmente se desenvolve na parte interna das bochechas, na língua ou no assoalho da boca. É uma das feridas bucais não contagiosas e que também não provoca dor.

Ela pode ser provocada por irritações decorrentes de restaurações dentárias, próteses ou coroas mal-adaptadas e o uso de tabaco. A Leucoplasia também está relacionada com o vírus HIV e o Epstein-Barr.

O tratamento é feito eliminando-se a causa da irritação. Em caso de uso do tabaco, pode ser solicitado a interrupção do hábito ou a redução da frequência de consumo. Se essa intervenção não for suficiente, a lesão deve ser extraída por um cirurgião dentista.

Em alguns casos raros, a Leucoplasia pode evoluir para o câncer de boca e, por isso, é importante consultar o especialista a fim de descobrir sua causa e controlar o problema.

6. Sialoadenite

Esse problema se caracteriza por uma inflamação das glândulas salivares, que é provocada por uma infecção bacteriana, e pode ocasionar um acúmulo de pus no local, levando ao inchaço da área afetada. Outros sintomas também podem aparecer, como:

  • dificuldade na deglutição;
  • gosto ruim na boca;
  • desconforto para comer;
  • dor na boca;
  • boca seca

Se não tratada com medicamentos, essa infecção pode se espalhar e se tornar grave, sendo capaz de levar ao desenvolvimento de tumores benignos ou malignos. Ela também pode provocar febre, calafrios e mal-estar.

As feridas bucais e as infecções bucais podem tanto ser um caso simples quanto exigir mais atenção. Por isso, esteja atento aos sintomas e fique de olho na evolução do quadro. Evite também tentar soluções caseiras e sempre procure um especialista para receber o tratamento mais adequado, prevenindo, assim, complicações para sua saúde.

Feridas e infecções são casos comuns, então, compartilhe essas informações com seus amigos nas redes sociais para que eles se mantenham informados também.

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *