11 dicas para mastigar melhor com uma dentadura

Tempo de leitura: 6 minutos

Usar dentadura aumenta a autoestima e melhora a estética do sorriso, mas requer algumas mudanças de hábitos. Alimentos duros devem ser evitados, pode ser necessário usar alguma substância para proteger a gengiva e a higiene da prótese deve ser sempre muito cuidadosa para evitar infecções, por exemplo.

Cuidados assim garantem uma maior durabilidade da dentadura e, o mais importante, permitem uma mastigação mais natural e confortável. Quer entender mais sobre essas e outras medidas necessárias para que você mastigue melhor com a dentadura? Confira aqui.

1. Corte bem os alimentos

Infelizmente, a mastigação com a dentadura comum nem se compara à mastigação com dentes naturais. Além dos dentes de acrílico da dentadura não terem uma boa capacidade de corte ou de trituração, dificultando a quebra dos alimentos, a dentadura possui ainda alguns pontos de instabilidade que provocam sua movimentação durante a mastigação — e a força muscular dos indivíduos que costumam usá-las normalmente é bem reduzida.

Todos esses fatores fazem com que o consumo de alimentos que demandam mais esforço dentário fique prejudicado. A solução é cortar a comida, principalmente a carne e os legumes crus, em pedaços menores e mais fáceis de serem ingeridos.

2. Evite alimentos muito duros ou pegajosos

Alimentos mais endurecidos, como rapadura e amendoim, devem ser evitados por colocarem em risco a estrutura da dentadura e a saúde da gengiva. Eles favorecem a quebra de partes mais sensíveis da prótese e podem provocar lesões nas gengivas abaixo da dentadura devido ao impacto da mastigação.

Já os alimentos mais pegajosos e grudentos, como balas e alguns tipos de pães, podem se introduzir nas bordas da dentadura, deslocando-a.

3. Mantenha a dentadura limpa

A dentadura deve ser limpa diariamente com a pasta e a escova de dentes. Geralmente, pode-se usar os mesmos utensílios utilizados para a limpeza dos dentes: a escova de dentes e a pasta de uso comum. 

É possível também utilizar pastilhas efervescentes próprias para a limpeza da dentadura. Em geral, essas pastilhas são colocadas em uma vasilha com água junto da dentadura por alguns poucos minutos e garantem uma excelente limpeza com remoção de manchas.

4. Substitua a sua dentadura com frequência

O ideal é que a dentadura seja refeita no máximo a cada 4 ou 5 anos, após uma nova avaliação da saúde bucal e da estrutura óssea do indivíduo. Isso reduz a chance do encaixe da prótese incomodar e atrapalhar a mastigação.

Assim, se a sua dentadura já estiver mais velha, trocá-la por uma nova já pode ser suficiente para facilitar o momento das refeições.

5. Evite usar a dentadura por alguns dias

Se a sua boca apresenta alguma lesão provocada pela dentadura (machucado, afta, inchaço, etc.), o recomendado é que o uso da prótese seja suspenso por alguns dias até que o local se regenere completamente.

Dessa forma, ao retirar o fator agressor, você evita sentir mais dor e desconforto resultante do contato da dentadura com a lesão e permite que a sua mucosa se recupere mais rapidamente.

6. Nunca durma com a dentadura

A dentadura móvel não foi feita para ficar na boca 24 horas por dia. A recomendação é que a dentadura seja retirada, adequadamente higienizada e colocada em uma vasilha com água antes de dormir.

Isso permite que a musculatura e toda a estrutura da boca descansem por algumas horas durante a noite, se recuperando de pequenas lesões e ficando livre para se movimentar de forma mais natural. No dia seguinte, com a dentadura ainda úmida, a peça pode ser reposicionada e utilizada normalmente.

7. Tenha uma fita adesiva para dentaduras

Não há necessidade de fixar a dentadura com substâncias adesivas todos os dias, mas se você já sabe que vai consumir alimentos mais resistentes e que dificultam a mastigação na próxima refeição, o adesivo pode ser muito útil.

Geralmente, com o formato de uma pequena fita ou placa posicionada entre a gengiva e a prótese, os adesivos dão aquela firmeza extra e impedem que a dentadura se mova durante a mastigação.

8. Invista em uma dentadura completa fixa

Apesar do baixo preço, as dentaduras completas móveis costumam ser muito mais desconfortáveis e menos práticas do que as alternativas fixas. Atualmente, não há limite de dentes a serem implantados e mesmo no caso em que não há um único dente na arcada, a colocação de implantes é possível.

Nessa situação, é comum a colocação de 4 a 8 implantes na gengiva e a fixação de uma prótese única com todos os dentes sobre eles. O resultado final é bem mais natural e dá mais conforto, segurança e confiança ao paciente na hora da mastigação.

9. Fique atento aos sinais de má adaptação

Em geral, a má adaptação a dentaduras provoca dor durante os momentos de alimentação, cansaço da musculatura da boca, sangramento gengival, facilidade de deslocamento da dentadura, dores estomacais e dores articulares, principalmente na mandíbula.

Se você está tendo algum desconforto durante a mastigação, procure o seu dentista e explique a situação.

10. Procure o seu dentista

A partir das queixas de má adaptação e do exame físico, o dentista é capaz de diagnosticar o que está realmente ocorrendo, investigar a causa e oferecer uma solução para o problema.

É importante que você seja avaliado quanto à presença de infecções, à possibilidade de reabsorção óssea local, à presença de lesões aftosas ou tumorais na boca, à falta de saliva (xerostomia), à perda de tônus nos músculos da mastigação, etc.

Mesmo que tudo esteja bem, o ideal é que as visitas ao dentista ocorram, no máximo, cada 12 meses.

11. Tenha paciência e cuidado

É comum estranhar a dentadura nos primeiros dias de uso. O incômodo daquele objeto estranho na boca pode impedir o cérebro de captar a sensação de sabores, fazendo com que a comida fique sem gosto, ou até mesmo de captar a sensação de quente e frio, colocando você em risco de sofrer queimaduras com alimentos e bebidas muito quentes.

Já entendeu tudo sobre a mastigação com a dentadura completa? Siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram) e fique por dentro de muito mais dicas e novidades!

Sobre Vital Implantes

O lugar certo para cuidar do seu sorriso!

Especializada em Implantes Dentários, a Vital se notabilizou por viabilizar a execução deste procedimento, até mesmo para aquelas pessoas que jamais imaginaram serem capazes de realizá-lo.

Como adquire sempre uma grande quantidade de Implantes, a Vital tem uma condição especial junto às melhores fabricas e essa mesma condição é transferida ao paciente durante a negociação do seu plano de tratamento. Dá até pra dizer que só não faz o tratamento, quem não quer.

Além de só trabalharmos com as melhores marcas de Implantes, nosso corpo clínico é formado apenas por mestres e especialistas. Dessa forma, conseguimos duas coisas muito boas: reduzimos o tempo de execução e aumentamos a qualidade do tratamento.

Claro que não fazemos apenas Implantes dentários. Temos especialistas nas áreas de periodontia, endodontia, demais cirurgias, ortodontia, prótese e dentística. Dá para fazer todos os procedimentos no mesmo lugar.

Visite uma das nossas unidades e comprove. Além de sabermos muito de odontologia, somos especializados em recebê-lo bem e viabilizar a realização do seu tratamento.

> Para agendar uma avaliação ligue:
- Brasília (61) 3032-5666
- Goiânia (62) 3996-6666

4 Comentários

  1. heuzenite deolina da silva

    E o meu sonho fazer um implante mas e muito caro e ñ tenho condiçoes financeiras mas posso fazer um orsamento pra ver se posso paga

    Responder

    1. Olá Helzenite,
      Será um prazer recebê-la para uma avaliação.
      Poderia por gentileza agendar um horário ligando para um dos fones abaixo?
      Brasília 061-3032-5666
      Goiânia 062-3996-6666
      Um abraço!

      Responder

    1. Olá Marly,
      Será um prazer recebê-la para uma avaliação.
      Poderia por gentileza agendar um horário ligando para um dos fones abaixo?
      Brasília 061-3032-5666
      Goiânia 062-3996-6666
      Um abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *